Erik, the Viking

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Erik, the Viking
As Aventuras de Erik, o Viking (BR)
 Reino Unido,  Suécia
1989 • cor • 104 min 
Direção Terry Jones
Roteiro Terry Jones
Elenco Tim Robbins
Mickey Rooney
Eartha Kitt
Terry Jones
Imogen Stubbs
John Cleese
Tsutomu Sekine
Antony Sher
Gary Cady
Charles McKeown
Tim McInnerny
John Gordon Sinclair
Richard Ridings
Freddie Jones
Samantha Bond
Género comédia
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Erik, the Viking (br: As Aventuras de Erik, o Viking) é um filme escrito e dirigido por Terry Jones em 1989 baseado em um livro para crianças do próprio Jones chamado The Saga of Erik the Viking, de 1983.[1]

Seu enredo principal é baseado nos contos nórdicos e, portanto, para entendê-lo completamente é necessário um conhecimento básico desse campo de estudo. No entanto, uma mínima de compreensão de vocabulário nórdico já é suficiente para se apreciar esta obra que conta com dois membros da formação original do grupo de comédia Monty Python, John Cleese e Terry Jones.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O filme conta a história de um Viking chamado Erik (Tim Robbins) que, após matar acidentalmente uma mulher residente num vilarejo onde seu grupo pilhava no momento, parte em uma grande expedição por entre os mares do Norte, enfrentando diversos perigos para poder encontrar a Trombeta Ressonante , da qual lhe falara uma anciã de seu vilarejo, que despertaria dos deuses e os levaria até eles.

Filmagem e produção[editar | editar código-fonte]

A fotografia do filme foi feita pelos Studios Shepperton. Algumas cenas na aldeia de Erik foram gravadas na Noruega, enquanto a sequência de Hy-Brasil foi filmada em ilha de Malta.

Originalmente previsto para um filme de 100 minutos foi editado em 90 minutos para o mercado britânico, pois Jones estava insatisfeito com o ritmo lento que o filme assumira. Em 2006, Jones foi dada a oportunidade de reeditar o filme para o seu lançamento em DVD. Jones delegou ao filho Bill o trabalho de edição, que produziu uma versão "Director's Son's Cut" de 75 minutos , com cenas reordenadas e ritmo mais dinâmico, assim como uma trilha sonora totalmente remixada e remontada. Terry Jones considerou muito apropriado porque o livro original, The Saga of Erik the Viking, foi escrito para Bill.

Termos da mitologia nórdica usados no filme[editar | editar código-fonte]

  • Asgard, or Asgaard: Esta é a morada dos deuses. Pode ser considerada o "céu" da religião ocidental.
  • Ragnarok: período de guerras e conflitos entre Deuses (de Asgard) e demônios (de Uthgard).
  • Valhalla: um santuário onde vivem aqueles que foram mortos com "honra", ou seja, durante batalhas.
  • Odin: o Deus mais poderoso da mitologia, alguns acreditam que ele podia controlar até mesmo o tempo e o espaço.
  • Thor: senhor dos trovões, Thor é um Deus forte, que sempre carrega consigo seu martelo e pode controlar as nuvens e os raios.

Referências

  1. 'Viking' Fumbles With Too Few Laughs The Los Angeles Times (11-1-1989). Visitado em 2010-10-30.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.