Ernesto João de Biron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ernesto João de Biron, Duque da Curlândia.

Ernesto João de Biron (3 de Dezembro de 1690Jelgava, 28 de Dezembro de 1772) foi Duque da Curlândia em dois períodos distintos: de 1737 a 1740 e de 1763 a 1769. Foi regente do Império Russo durante um curtíssimo governo de 20 dias, em 1740.

Em 1740, a czarina Ana Ioanovna faleceu e Ernesto João de Biron tornou-se regente do Império Russo. No entanto, governou durante apenas 20 dias, sendo preso no dia 20 de Novembro, entregue à justiça e condenado à morte. Deste e modo, viu-se privado do seu regime e de todos os seus bens. A nova regente, Anna Leopoldovna, substituiu a condenação à morte pela expulsão para toda a vida. Inicialmente, foi enviado para a Sibéria e, depois, para Iaroslavl.

No início de 1762, a czarina Isabel Petrovna faleceu, e o novo imperador, Pedro III, restituiu a Biron todos os seus títulos. Pedro III havia planeado dar o Ducado da Curlândia ao seu tio Jorge, mas quando Catarina II subiu ao trono, em Julho desse mesmo ano, devolveu a Curlândia a Biron.

Durante o seu período de maior protagonismo, mandou erguer dois magníficos palácios barrocos na Letónia: o Rundāles Pils e o Jelgavas Pils, contando para ambos com o talento do arquitecto italiano Bartolomeo Rastrelli.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.