Ernst-Robert Grawitz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ernst-Robert Grawitz
Grawitz cumprimenta membros da Reichsführerschule da Cruz Vermelha Alemã, em 20 de fevereiro de 1939
Nascimento 8 de Junho de 1899
Charlottenburg, Berlim
Morte 24 de abril de 1945 (45 anos)
Berlim
Nacionalidade alemão
Ocupação físico, médico

Ernst-Robert Grawitz (8 de Junho de 1899 - 24 de Abril de 1945) foi um físico e médico alemão (e um SS-Reichsarzt) na Alemanha nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Grawitz nasceu em Charlottenburg, na parte ocidental de Berlim, na Alemanha.

Como SS Reichsphysician, Grawitz avisou Heinrich Himmler, comandante da Schutzstaffel (SS), sobre a utilização de câmaras de gás. Ele realizou experiências médicas brutais nos campos de concentração nazista. Devido à sua posição na SS, Grawitz era administrativamente responsável por todas as experiências médicas realizadas. Ele era também chefe da Cruz Vermelha Alemã. Sua esposa Ilse foi a filha do SS-Geral Obergruppenführer und der Waffen-SS Siegfried Taubert.

Perto do final da Segunda Guerra Mundial na Europa, ele trabalhou como médico no Führerbunker do ditador alemão Adolf Hitler. Quando soube que outros funcionários estavam deixando Berlim, para escapar do avanço do exército soviético, Grawitz manifestou sua vontade (que foi negada por Hitler) de também deixar Berlim.

Grawitz decidiu se matar junto com sua família. Durante jantar com a esposa e dois filhos, ele puxou os pinos de duas granadas que estavam sob a mesa. A explosão acabou com sua família e ele próprio.