Ernst & Young

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

EY, a antiga Ernst & Young, é uma das empresas líderes na prestação de serviços profissionais, que incluem auditoria, impostos, finanças e contabilidade. A EY é considerada como uma das Big Four ou quatro maiores empresas internacionais do setor: as outras são a Deloitte a PricewaterhouseCoopers e a KPMG. De acordo com a revista Forbes, em 2007 a EY foi considerada a 7ª maior companhia privada nos EUA.[carece de fontes?]

História da empresa[editar | editar código-fonte]

Sua história remete ao século XIX, e tem como fundadores Arthur Young (1863–1948) e Alwin C Ernst (1881–1948).

Arthur Young nasceu em Glasgow, na Escócia. Formou-se em direito, mas logo se interessou por finanças e investimentos. Em 1890, mudou-se para os Estados Unidos para fazer decolar sua carreira como contador. Em 1906, fundou a firma de contabilidade Arthur Young & Company com seu irmão Stanley.

Alwin C Ernst nasceu em Cleveland, nos Estados Unidos. Depois de deixar a escola, trabalhou como bibliotecário. Em 1903, ele e seu irmão Theodore formaram a Ernst & Ernst, uma pequena empresa pública de contabilidade.

Tanto Arthur Young quanto AC Ernst eram inovadores e valorizavam a importância da qualidade em seus trabalhos. Ernst foi pioneiro ao visualizar que as informações de contabilidade poderiam ser utilizadas para a tomada de decisões de negócios e também para fazer a diferença para os clientes das organizações. Ele inspirava seu pessoal a entregar os melhores serviços aos seus clientes. Young também se posicionou como um consultor de negócios.

Ambos entendiam a importância das pessoas para seus negócios. Em 1920, a filosofia operacional da Ernst & Ernst era: “O sucesso da Ernst & Ernst depende totalmente do caráter, da habilidade e do trabalho dos homens e mulheres que formam a organização”. Young apoiava o desenvolvimento de seus profissionais. Na década de 20, criou uma escola de funcionários e, nos anos 30, a empresa foi a primeira a recrutar pessoas em campi de universidades.

As duas empresas foram rápidas ao entrar no mercado global. Ainda em 1924, aliaram-se com duas firmas britânicas proeminentes: Young com a Broads Paterson & Co e Ernst com a Whinney Smith & Whinney. Essas alianças seriam a primeira de muitas para ambas, que logo depois abriram escritórios ao redor do mundo para atender seus clientes internacionais.

AC Ernst e Arthur Young nunca chegaram a se encontrar e morreram com alguns dias de diferença em 1948. No entanto, suas filosofias continuaram vivas e, em 1989, foram unidas quando as empresas que fundaram criaram a Ernst & Young. A nova organização rapidamente posicionou-se como líder de rápida globalização, novas tecnologias de negócios e mudanças contínuas.

Hoje a Ernst & Young é uma empresa global, presente em 140 países e com mais de 130 mil funcionários. Seu plano de carreira é o grande atrativo de talentos: com o lema "Hoje Trainee, Amanhã Sócio" a empresa traduz qual sua intenção para com seus funcionários. Os cargos são: trainee; consultor; consultor sênior; gerente; gerente sênior; diretor; sócio.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Entrou em 2006 no Guia Exame "150 melhores empresas para se trabalhar". Após ser excluída do Guia no ano posterior, a empresa buscou sua volta no ranking, mas devido às jornadas de trabalho excessivas ainda não obteve notas para seu retorno.

Em agosto de 2010 foi anunciada a fusão das operações com a Terco Auditoria, empresa brasileira que era representante da americana Grant Thornton. As companhias adotaram o nome de Ernst & Young Terco (EYT) a partir de 1º de outubro. O objetivo do negócio foi conquistar a liderança no setor. "A união entre a Ernst & Young e a Terco está em linha com a estratégia global da Ernst & Young de atingir a liderança nos principais mercados emergentes. Hoje, a Ernst & Young já ocupa a primeira posição na Índia, na Rússia e no Oriente Médio e está em segundo lugar na China", afirma em nota Jorge Menegassi, CEO da Ernst & Young Brasil.

Em 2011 e 2012, a empresa conseguiu o título de "Melhores Empresas para Começar a Carreira", esse prêmio reafirmou o compromisso de construir um ambiente de trabalho que ofereça inúmeras oportunidades para seus funcionários.

Em 2012, a empresa obteve uma grande conquista ao se tornar apoiadora oficial dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Desde janeiro de 2012, a EYT está prestando ao Rio 2016 serviços de consultoria nas áreas de apoio à gestão, planejamento e organização e administração financeira, sustentabilidade e TI, entre outros.

Em 2013, a empresa fez uma "modernização” da marca da centenária empresa, em um movimento que incluiu também a troca do slogan para Building A Better Working World.

A empresa anunciou uma receita bruta de R$ 1,1 bilhão em 2013, o que a coloca provavelmente como líder das Big 4 no país.

ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.