Ersilio Tonini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ersilio Tonini
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcebispo Emérito de Ravena-Cervia

Título

Cardeal-presbítero do Santíssimo Redentor em Val Melaina
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 18 de abril de 1937
Ordenação episcopal 2 de junho de 1969
Nomeado arcebispo 22 de novembro de 1975
Cardinalato
Criação 26 de novembro de 1994 por João Paulo II
Brasão
Coat of arms of Ersilio Tonini.svg
Lema IN FIDE VIVO FILI DEI
Dados pessoais
Nascimento Itália San Giorgio Piacentino, 20 de julho de 1914
Morte Itália Ravena, 28 de julho de 2013 (99 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Ersilio Cardeal Tonini (San Giorgio Piacentino, 20 de julho de 1914Ravena, 28 de julho de 2013) foi um cardeal italiano e arcebispo emérito de Ravena-Cervia. Chegou a ser o cardeal mais velho em idade do colégio cardinalício.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Dom Ersilio nasceu em Centovera, que se acha na comuna de San Giorgio Piacentino, Itália, em 20 de julho de 1914. Faleceu em Ravena, Itália, em 28 de julho de 2013.[1]

Presbiterado[editar | editar código-fonte]

Foi ordenado padre em 1937 pelas mãos de Dom Ersilio Menzani. Desde 1953 até 1968 foi vigário de São Vitale em Salsomaggiore Terme.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Em 28 de abril de 1969 é eleito Bispo de Macerata-Tolentino pelo Papa Paulo VI. É consagrado em 2 de junho do mesmo ano pelo Arcebispo Dom Humberto Malchiodi, com co-consagrantes Dom Agostino Casaroli (futuro Secretário de Estado e Cardeal), e Dom Carlos Colombo (Bispo-auxiliar da Arquidiocese de Milão).

Em 22 de novembro de 1975 foi promovido para a Arquidiocese de Ravena-Cervia. Em 1978 é Presidente do Conselho de Administração da NEI, a editora do jornal católico Avvenire.

Entre 1988 e 1989 é Administrador apostólico da Diocese de Rimini até à posse do novo Bispo Dom Mariano De Nicolò.

Em 27 de outubro de 1995 deixa o cargo nas mãos de Papa João Paulo II por limite de idade, e fica como Administrador apostólico até à posse do novo Bispo Dom Luìs Amaducci, em 15 de dezembro.

Em 1991 é apresentador, com Enzo Biagi do programa I dieci comandamenti all'italiana (Os dez mandamentos à Italiana), elogiado muito pela Santa Sé como "... exemplo de moderna catequese..."

Cardinalato[editar | editar código-fonte]

Foi criado cardeal pelas mãos de João Paulo II em 26 de novembro de 1994 com o título do Santissimo Redentore a Val Melaina, e desde 30 de abril de 2010 é o cardeal vivente mais idoso do mundo.

Em 2008 é publicado o seu livro Profezie per l'ottimismo (Editora Piemme) sob a edição de Paulo Gambi.

Ordenações episcopais[editar | editar código-fonte]

Foi consagrante de Dom Odo Fusi Pecci, Dom Luís Ferrando e Dom José Orlandoni.

Referências

  1. Morre cardeal mais velho do mundo ANSA Brasil (28 de julho de 2013). Visitado em 28 de julho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Silvio Cassullo
BishopCoA PioM.svg
Bispo de Macerata-Tolentino

19691975
Sucedido por
Francesco Tarcisio Carboni
Precedido por
Salvatore Baldassarri
ArchbishopPallium PioM.svg
Arcebispo de Ravena-Cervia

19751990
Sucedido por
Luigi Amaducci
Precedido por
Criação do titulus
Cardeal
Cardeal-padre de Santíssimo Redentor
em Val Melaina

19942013
Sucedido por
Ricardo Ezzati Andrello