Erva-de-são-joão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaErva-de-São-João
Flores da Erva-de-São-João

Flores da Erva-de-São-João
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Malpighiales
Família: Hypericaceae
Género: Hypericum
Espécie: H. perforatum
Nome binomial
Hypericum perforatum
(L.)

Erva-de-são-joão ou Hipérico (português brasileiro) ou Hipericão (português europeu) (Hypericum perforatum) é uma planta herbácea perene, pertencente à família Hypericaceae e antes incluída nas famílias Guttiferae ou Clusiaceae e largamente distribuída na Europa, Ásia, norte da África e aclimatada nos Estados Unidos.

A planta[editar | editar código-fonte]

É um pequeno arbusto, de porte erecto, atingindo cerca de 1 metro de altura. As folhas são opostas, sésseis, dotadas de glândulas translúcidas, que podem ser observadas colocando-se a folha contra a luz. As flores são numerosas, persistentes, de coloração amarela e possuem pequenos pontos pretos ao longo das margens das flores que contêm elevadas concentrações do pigmento vermelho hipericina.

História[editar | editar código-fonte]

Durante séculos a Hypericum perforatum foi muito utilizada, inicialmente pela sua capacidade de cicatrizar feridas, úlceras de pele e queimaduras. Considerada capaz de afastar maus espíritos, foi utilizada no tratamento de inúmeras doenças mentais. Actualmente a planta não é muito usada para estes propósitos, mas sim, largamente testada na actividade antidepressiva contra estados depressivos suaves a moderados, ansiedade, insónia, dores nevrálgicas e, ainda, actividades antiviral, antibacteriana e fotossensibilizadora.

Prescrição[editar | editar código-fonte]

Costuma ser prescrita em cápsulas de 100 mg a 300 mg, como um antidepressivo e/ou calmante natural.

Em alguns países da Europa, como na Alemanha, é mais prescrita contra a distimia e depressão clínica leve ou moderada do que a fluoxetina (antidepressivo químico mais usado mundialmente), em até dez vezes mais.

Pode ser encontrada para a venda em farmácias de manipulação, fábricas de fitoterápicos, ou em casas de produtos naturais, nesse último local sendo geralmente vendida em pó.

Pelos seus benefícios bastante comprovados e por não induzir dependência química medicamentosa, tem sido freqüentemente indicada como medicamento de transição na descontinuação de fármacos como, por exemplo, clozapina, fluoxetina, olanzapina, entre outros. Também é medicamento de primeira escolha em muitos quadros clínicos. Seu uso, nessas circunstâncias, permite prevenir ou, quando necessário, curar a drogadição medicamentosa.

Nomes populares[editar | editar código-fonte]

  • Em alguns lugares do Brasil, também é popularmente conhecida como "Erva de São João", apesar de não ser a única planta conhecida por este nome e, por isso, muitas vezes confundida.
  • É conhecida também como:
    • Hipérico
    • Hypericum perforatum (ou simplesmente perfuratum)
    • Hipericão (em Portugal)

Interações e contra-indicações[editar | editar código-fonte]

A utilização da erva de São João ou Hipericão produz reações adversas quando utilizado em simultâneo com inibidores da recaptação da serotonina (por exemplo paroxetina). Também é contra-indicada a utilização simultânea com antirretrovirais e a varfarina. [1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Erva-de-são-joão

Ver também[editar | editar código-fonte]