Escala Fujita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Escala Fujita
F0 F1 F2 F3 F4 F5

A escala Fujita (ou Fujita-Pearson Tornado Intensity Scale) é a escala que mede a intensidade dos tornados, batizada com este nome em homenagem ao falecido cientista de tornados, Dr. Ted Fujita da Universidade de Chicago.

Os tornados são medidos pela quantia de estrago que eles causam, e não pelo seu tamanho físico. Também é importante lembrar-se de que o tamanho de um tornado não é necessariamente uma indicação de sua ferocidade. Tornados grandes podem ser fracos, e tornados pequenos podem ser violentos.

Escala[editar | editar código-fonte]

Esquema da escala Fujita, desenhado pelo próprio Dr. Ted Fujita

A escala Fujita vai de F0 (Fujita-0 abreviado) até F5 (Fujita-5 abreviado):

  • Tornado F0: Velocidades de vento inferiores a 117 km/h. Normalmente causam poucos danos.
  • Tornado F1: Velocidades de vento entre 117 e 180 km/h. Até mesmo estes tornados podem levantar telhas e mover carros em movimento para fora da estrada. Trailers podem ser tombados e barracos podem desmoronar.
  • Tornado F2: Velocidades de vento entre 182 e 252 km/h. Os telhados de algumas casas começarão a levantar e os trailers/casas móveis que estiverem no caminho do tornado serão demolidos. Este tornado também pode soprar vagões de trem para fora de seus trilhos.
  • Tornado F3: Velocidades de vento entre 253 e 333 km/h. Árvores pesadas serão levantadas com raiz e tudo, e paredes e telhados de edifícios sólidos serão arrancados como palitos de fósforos. Isto é um tornado severo.
Danos causados por um tornado F4 pela escala Fujita
  • Tornado F4: Velocidades de vento entre 334 e 419 km/h. Locomotivas e caminhões de 40 toneladas serão arremessados como brinquedos. Haverá devastação total.
  • Tornado F5: Velocidades de vento entre 420 e 511 km/h. Tornados com esta intensidade destroem tudo em seu caminho. Os carros são arremessados como pedras para centenas de metros, e edifícios inteiros podem ser levantados do chão. A força é semelhante à de uma bomba atômica.
  • Especulações sobre Tornados F6: Após o Tornado de Oklahoma em 1999, onde a velocidade máxima dos ventos possivelmente excedeu o limite de de 511 km/h, chegando bem perto dos 533 km/h[carece de fontes?] houve várias especulações de que a escala Fujita definiria uma uma nova categoria F6, que antes somente era considerada em simulações (chamado de Tornado Inconcebivel).[carece de fontes?] Pondere-se que de acordo com a NOAA, que cita explicitamente esse caso em seu FAQ, a escala Fujita é uma escala de danos e não de ventos; nesse sentido não há tornados F6 porque a velocidade dos ventos, mesmo que excedam o limite de 511 km/h, provocarão os mesmos danos de um tornado F5, ou seja, devastação máxima.[1]

Referências

  1. Frequently Asked Question About Tornadoes (em inglês) NOAA.. Página visitada em 18-02-2008.
  • Fujita, T.T. (1971). "Proposed characterization of tornadoes and hurricanes by area and intensity". Satellite Mesometeorology Research Program Research Paper Number 91, Department of Geophysical Sciences, University of Chicago. 42pp.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Escala Fujita