Esclerócito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esclerócitos são as células responsáveis pela secreção das espículas, estruturas mineralizadas, nos poríferos.

Em esponjas, segregam espículas de calcário ou sílica que se encontram no mesênquima. Os esclerócitos produzem espículas via a formação de uma tríade de células. Esta tríade passa por mitose, criando seis esclerócitos. Aos pares, os esclerócitos segregam os minerais que criam as espículas.[1]

Em estrelas do mar, estão presentes na derme e segrega os microcristais de calcite a partir dos quais são formados os ossículos. Também fazem crescer e reparam os ossículos.[2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Imsiecke, Georg; Steffen, Renate; Custodio, Marcio; Borojevic, Radovan; Muller, Werner E. G. (1995). "Formation of spicules by sclerocytes from the freshwater sponge Ephydatia muelleri in short-trem cultures in vitro". In Vitro Cell Development Biology 31: 528–535.
  2. Ruppert, Edward E.; Fox, Richard, S.; Barnes, Robert D. (2004). Invertebrate Zoology, 7th edition. Cengage Learning. p. 875. ISBN 81-315-0104-3.

Wiki letter w.svgEste artigo sobre biologia é mínimo. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.