Escola Superior de Teologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A Escola Superior de Teologia (EST), localizada em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul, é uma das mais importantes faculdades de teologia da América Latina e um dos principais centros de formação e pesquisa do Brasil, pautando-se pelo diálogo inter-eclesial, inter-religioso e inter-cultural.

Ao contrário dos chamados "cursos livres de teologia", que não são monitorados pelas instâncias que regulamentam o ensino superior no Brasil, o curso bacharel em teologia da EST é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) e tem validade igual a qualquer outro curso superior. Foi o primeiro do país a ser autorizado, em outubro de 1999, abrindo caminho para que alguns outros cursos de Teologia fossem autorizados e reconhecidos.

No âmbito das ênfases programáticas, a Escola Superior de Teologia é conhecida por sua tonalidade de vanguarda, por estar aberta às chamadas "teologias contemporâneas" e à "teologia latino-americana" e por não se comprometer com posturas religiosas fundamentalistas ou dogmáticas. Alguns dos principais teólogos latino-americanos estudaram e/ou foram professores da EST. Ligada à Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), busca promover a formação superior (graduação e pós-graduação) de profissionais ligados às áreas das ciências humanas - incluindo lingüística, letras, artes e saúde -, dando ênfase à pesquisa acadêmica e à produção de trabalhos científicos.

A imigração alemã e a história da EST[editar | editar código-fonte]

Conhecida por fomentar a produção, a difusão e o intercâmbio científico, cultural e artístico, a EST tem uma história intimamente relacionada à imigração alemã no sul do Brasil.

A partir de 1824, um número expressivo de alemães de confessionalidade luterana chegou ao sul do país, iniciando o trabalho de edificação de comunidades. Inicialmente, esse trabalho era feito por pessoas leigas, ou por pastores vindos do exterior. Logo sentiu-se a necessidade de uma formação teológica em terra brasileira. Num artigo publicado em 1920 já se constatava a necessidade, segundo o pastor Hermann Dohms, de pastores familiarizados com a situação do país, que conferissem à igreja o caráter de uma instituição arraigada no povo. Para tanto foi criado em 1921 um curso de formação humanística de ensino médio que se tornou, a partir de 1931, o Instituto Pré-Teológico - com sede própria no Morro do Espelho, em São Leopoldo. Nesse Instituto, em 1940, iniciou-se um "curso teológico propedêutico", que teve que ser interrompido em 1942 com a declaração de guerra à Alemanha pelo Brasil.

Terminada a Segunda Guerra Mundial, fundou-se o primeiro curso oficial de Teologia. Em 26 de março de 1946 foi constituída a primeira "Escola de Teologia" da IECLB. Esta foi transferida, em 1948, de uma modesta casa no Morro do Espelho para a Casa Sinodal, o prédio que abrigou o sínodo Rio dos Sinos e que recentemente passou a ser a Secretaria Acadêmica da Faculdades EST. Em 1956 foi inaugurada a "Casa dos Estudantes", cujas dependências são conhecidas hoje por "prédio velho". Anteriormente pertencente ao Sínodo Rio-Grandense, a Faculdade de Teologia passou a ser, a partir de 1958, uma instituição da Federação Sinodal (hoje, IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil), com abrangência nacional. Nessas primeiras décadas, o corpo docente da Faculdade era constituído em sua maioria por docentes provenientes da Alemanha. A partir de 1968, no entanto, o processo de abrasileiramento foi acelerado.

Em 1984, a Faculdade de Teologia passou a constituir a Escola Superior de Teologia (EST). A EST surgiu abrigando cinco institutos: Faculdade de Teologia, Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa (o atual IEPG), Instituto de Educação Cristã, Instituto de Capacitação Teológica Especial e Instituto de Pastoral. Posteriormente foram criados o Instituto de Música e o Instituto de Formação Diaconal, a Escola Sinodal de Educação Profissional (Esep) e o Instituto Superior de Música de São Leopoldo (ISMSL).

O conjunto de atividades desenvolvidas por esses diferentes institutos ao longo dos anos levou a que a EST passasse a ser uma instituição que atua em diferentes níveis: graduação, pós-graduação, extensão e técnico. O Regimento Geral, aprovado em 2002, substituiu os antigos institutos por pró-reitorias, permanecendo, a Escola Sinodal de Educação Profissional (Esep) e o Instituto Superior de Música de São Leopoldo (ISMSL).

Em 2007, o regimento geral começou a ser reformulado, visando integrar o IEPG, a ESEP, o ISM e a EST numa única instituição de ensino superior, sob a marca Faculdades EST.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]