Escova de dentes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o
Portal da Odontologia
Escova de dentes

A Escova de dentes é um utensílio utilizado na higiene bucal. Promove, associada ao creme dental, a limpeza, a proteção e uma maior durabilidade dos dentes. Recomenda-se utilizá-la sempre após qualquer refeição para a manutenção de uma boa dentição. Já estão disponíveis no mercado escovas automatizadas que diminuem o esforço físico do usuário na hora da escovação, garantindo uma maior comodidade no procedimento. Porém, ainda é bastante comum a utilização da escova manual.

Mulher escovando os dentes em 1899

Origem[editar | editar código-fonte]

A primeira escova de dentes foi usada na China, em 1498, mas suas cerdas eram feitas com pêlos de porco. Mais tarde, estes foram substituídos por pêlos de cavalo.

A escova de dentes mais antiga da Europa, que data de 300 anos atrás, é feita de osso e foi descoberta durante escavações arqueológicas em um antigo hospital municipal de Minden, na Alemanha. Os 19 buracos destinados a inserir os pêlos de porco que funcionavam como cerdas são visíveis ainda hoje.[1]

Em 1938, a DuPont desenvolveu as cerdas de náilon, usadas hoje em dia.

A escova de dentes ideal[editar | editar código-fonte]

Diferentes modelos de escovas de dentes

A maior parte dos dentistas concorda que as escovas macias são mais eficientes para remover a placa bacteriana e os resíduos de alimentos. De preferência, a escova deve ter também a cabeça pequena, para poder mais facilmente alcançar todas áreas da boca, como por exemplo, os dentes posteriores.

No caso das crianças, são recomendadas as escovas de cerdas macias, cabo anatômico, boa empunhadura e poucas reentrâncias. Por isso, é fundamental usar de bom critério na hora da aquisição de uma escova tendo em vista a variedade de modelos disponíveis.

Tipos de escovas de dente[editar | editar código-fonte]

Tipos de escovas de dente elétricas
Sonicare
Escova sônica (Sonicare)
Megasonex

Existem modelos específicos de escovas de dente de acordo com a necessidade de cada pessoa, entre elas as mais comuns são[2] :

As escovas de dente elétricas podem ser classificadas de acordo com a velocidade dos seus movimentos como escovas elétricas ordinárias, escovas sônicas ou escovas ultrassônicas. Se o movimento da escova é suficientemente rápida para produzir um zumbido na faixa de frequência audível (20 a 20.000 Hz), ela pode ser classificada como uma escova sônica. Qualquer escova elétrica com movimentos mais rápidos do que esse limite pode ser classificada como uma escova ultrassônica. Certas escovas ultrassônicas, como o Megasonex eo Ultreo, produzem ambos os movimentos sônicos e ultrassom.

Como escovar os dentes[editar | editar código-fonte]

Uma escovação adequada e feita regularmente poderá poupar-lhe de vários problemas na ida ao dentista.
  • Escovar primeiro as superfícies voltadas para a bochecha dos dentes superiores e, depois, dos dentes inferiores;
  • Escovar as superfícies internas dos dentes superiores e, depois, dos inferiores;
  • A seguir, escovar as superfícies de mastigação;
  • Escovar também a língua, local onde muitas bactérias e restos de alimentos formadores da saburra lingual ficam alojadas.

É importante usar a pasta de dentes quando fizer a escovação (mas sempre lembrando que deve-se enxagüar diversas vezes a boca para remover qualquer excesso). Atualmente, existe uma grande variedade de produtos feitos especialmente para combater cáries, gengivite, tártaro, manchas e sensibilidade.

OBS: Crianças com menos de 12 anos devem utilizar, ao escovar os dentes, apenas uma fração (é recomendável utilizar o mínimo possível) da quantidade de creme dental utilizada por adultos, pois estas possuem dificuldade de cuspir e enxagüar a boca para remover o excesso. O excesso de flúor acarreta fluorose, que pode ocasionar manchas, má formação do esmalte ou ainda, perda dos dentes (além de problemas sistêmicos).

Cuidados com a escova de dentes[editar | editar código-fonte]

A escova de dente requer cuidados especiais, como lavar as mãos antes da escovação.

O melhor local para guardar a escova de dentes é dentro do armário, longe das bactérias e insetos que podem circular por um banheiro. Após o uso, deve-se lavar bem a escova e eliminar o excesso de água com uma pequena batida no canto da pia, pois enxugá-la na toalha não é adequado.

Os fabricantes e dentistas recomendam trocar de escova depois de 31 dias, ou quando as cerdas estiverem deformadas ou gastas. É muito importante trocar de escova depois de uma gripe ou resfriado para diminuir o risco de nova infecção por meio dos germes que aderem às cerdas.

Referências

  1. Folha Online - 29 de setembro de 2005
  2. MESQUITA, Felipe (03 de julho de 2013). Tipos de escovas de dentes - Qual escova de dente escolher? (em Português). Visitado em 23 de setembro de 2013.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Escova de dentes