Eslavônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa da Croácia mostrando a região da Eslavônia
Eslavônia

A Eslavônia (português brasileiro) ou Eslavónia (português europeu)[1] (em Croata, Slavonija) é uma região geográfica e histórica da Croácia oriental. Terra fértil com cultivos agrícolas e com florestas, é delimitada em parte pelo rio Drava ao norte e pelo rio Sava ao sul. Faz parte da região maior da Sírmia. Os seus habitantes chamam-se eslavônios.

História[editar | editar código-fonte]

A região fez parte da província romana da Panônia. No século VII, os croatas (um povo eslavo) sucederam na região um estado eslavo vassalo dos ávaros. A Eslavônia, assim como o restante da Croácia, tornou-se parte do Reino da Hungria em 1102. Caiu sobre domínio turco no século XVI e passou às mãos dos Habsburgos com o tratado de Karlowitz. Durante o governo dos Habsburgos, a Eslavônia tornou-se um reino autônomo no seio do Império Habsburgo, embora fosse parte, em teoria, da Hungria dos Habsburgos. A porção sul da Eslavônia integrava a Fronteira Militar (Krajina eslavônia).

As Revoluções de 1848 transformaram-na em terra da coroa da Áustria, mas a Eslavônia e a Croácia foram reunidas numa região autônoma Croácia-Eslavônia, que foi devolvida à coroa da Hungria em 1868. Tornou-se parte do Reino da Iugoslávia em 1918. Durante a Segunda Guerra Mundial, fez parte do Estado Independente da Croácia, com a sua porção setentrional controlada pela Alemanha nazista. Quando a Federação Iugoslava foi formada após a guerra, a Eslavônia passou a integrar a República Socialista da Croácia.

Quando a Croácia declarou sua independência em 1991, os sérvios da Krajina estabeleceram o seu próprio estado em partes da Eslavônia Oriental e da Eslavônia Ocidental. A porção oriental era chamada "Região Autônoma Sérvia da Eslavônia, Baranja e Sírmia Ocidental" e englobava a área a leste de Osijek e Vinkovci e a nordeste de Županja, inclusive as cidades de Vukovar e Ilok, enquanto que a porção ocidental incluía a área em torno de Okučani e a maior parte de Psunj.

Em maio de 1995, a região ocidental foi devolvida à Croácia na Operação Flash. Em 1996, a parte oriental foi entregue à UNTAES ("Administração Transitória das Nações Unidas para a Eslavônia Oriental, Baranja e Sírmia Ocidental") e reintegrada à Croácia em 1998.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A região é delimitada ao norte pelo rio Drava (fronteira com a Hungria), ao sul pelo rio Sava (fronteira com a Bósnia e Herzegovina) e a leste pelo rio Danúbio (fronteira com a província sérvia da Voivodina).

A região é dividida em cinco condados, com uma população total de 781.454 (2001). A maior cidade é Osijek, com uma população de 114.616 (2001). Outras cidades: Belišće, Đakovo, Našice, Nova Gradiška, Požega, Slatina, Slavonski Brod, Valpovo, Vinkovci, Vukovar, Virovitica, Županja.


Referências

  1. Fernandes, Ivo Xavier. Topónimos e Gentílicos. Porto: Editora Educação Nacional, Lda., 1941. vol. I.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Croácia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.