Espelta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaTrigo
Spelt.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Superdivisão: Spermatophyta
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Poales
Família: Poaceae
Género: Triticum
Espécie: T. spelta

A espelta ou trigo-vermelho[1] (Triticum spelta) é uma espécie da família das gramíneas, próxima do trigo. Muito consumido em partes da Europa desde a Idade do Bronze até a Idade Média, hoje é pouco plantado, embora ainda seja cultivado na Europa Central e na Itália, e tenha encontrado um novo mercado na área de alimentos saudáveis. Por vezes, a espelta é considerada uma subespécie do trigo comum (T. aestivum) e recebe o nome científico Triticum aestivum subsp. spelta.

Referências

  1. Dicionário Houaiss, verbete "espelta".
Ícone de esboço Este artigo sobre gramíneas (família Poaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.