Esposa de Júlio Nepos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esposa de Júlio Nepos
Imperatriz-consorte romana do ocidente
Governo
Reinado junho de 474-25 de abril de 480
Consorte Júlio Nepos
Antecessor Placídia
Sucessor Extinto (no ocidente)
Ariadne (no oriente)
Dinastia Leonina
Vida
Floruit 474-480

A esposa de Júlio Nepos foi a última imperatriz do Império Romano do Ocidente, reinando juntamente com o marido, Júlio Nepos, de 474 até 480, mesmo estando ambos exilados de Roma depois de 475.

História[editar | editar código-fonte]

Júlio conseguiu seu sobrenome, "Nepos" (em latim: "sobrinho"), no casamento. O nome de batismo de sua esposa não aparece em nenhuma fonte primária, todas as quais relatam que ela era "neptis" do imperador romano do oriente Leão I, o Trácio (r. 457-474) e sua esposa, Élia Verina. A palavra "neptis" pode ser traduzida como "neta", "sobrinha" ou "parente (próxima)", mas geralmente assume-se que a esposa de Júlio era sobrinha de Leão e, mais provável, parente de Verina ao invés de Leão. O historiador Malco relata que "Verina também se juntou ao grupo, ajudando a esposa de Nepos, sua parente"[1] [2] [3] .

O casamento de Júlio pode ter sido parte de um padrão de patrocínio familiar: "o casamento com uma família imperial era algo muito vantajoso e o casamento com uma filha de um imperador permitiria que o genro sonhasse com o púrpura [a cor imperial]"[4] . Tanto imperadores quanto imperatrizes, uma vez elevados às suas posições imperiais, tentaria promover seus parentes aos cargos mais altos e ajudá-los a se casarem com as dinastias mais prestigiosas. Ainda que que estas famílias (no sentido amplo) por vezes fracassassem em conseguir o trono, elas conseguiram sobreviver aos solavancos da política e permaneceram relevantes por gerações[5] .

Verina certamente parece ter feito sua parte no desenvolvimento de seus parentes. Entre 468 e 476, Basilisco, Armato e Nepos assumiram poderosas posições no exército. Os três eram parentes ou de sangue ou por casamento da imperatriz. No mesmo período, as filhas de Verina, Ariadne e Leôncia, se casaram respectivamente com Zenão e Marciano, posteriormente um imperador e um usurpador respectivamente. Ela pode ter tido algo a ver com a ascensão do bárbaro Odoacro, que alguns supõem que teria sido seu sobrinho[6] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Esposa de Júlio Nepos
Nascimento: fl.474 Morte: fl. 480
Títulos reais
Precedido por:
Placidia
Imperatriz-consorte romana do ocidente
ca. 474–480
Extinto (no ocidente)
Ariadne (no oriente)

Referências

  1. Ralph W. Mathisen. Julius Nepos (19/24 June 474 - [28 August 475 - 25 April/9 May/22 June 480) (em inglês) Roman Emperors. Visitado em 08/07/2013.
  2. Neptis (em inglês) LATdict - An Online Latin Dictionary. Visitado em 08/07/2013.
  3. Niece, Word Origin & History (em inglês) Dictionary.com. Visitado em 08/07/2013.
  4. Cambridge University History vol. 14, page 148–49
  5. Cambridge University History vol. 14, page 148–49
  6. Cambridge University History vol. 14, page 149

Bibliogriafia[editar | editar código-fonte]

  • Cameron, Averil; Ward-Perkins, Bryan.; Whitby, Michael (2000), The Cambridge ancient history 14. Late Antiquity: empire and successors, A.D. 425 - 600, Cambridge University Press, ISBN 0-521-32591-9 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]