Esquema estrela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

O conceito de Esquema Estrela (em inglês: Star Schema) foi criado pelo estadunidense Dr. Ralph Kimball, ao propor uma visão para a modelagem de base de dados para sistemas de apoio a decisão. Sua principal característica é a presença de dados altamente redundantes, melhorando o desempenho.

O Star schema ou esquema em estrela é uma metodologia de modelagem de dados utilizada do desenho de um Data warehouse.

Os dados são modelados em tabelas dimensionais ligadas a uma tabela de fatos. As tabelas dimensionais contêm as características de um evento. A tabela de fatos armazena os fatos ocorridos e as chave para as características correspondentes, nas tabelas dimensionais.

O nome foi adotado devido a semelhança do modelo como uma estrela. No "centro" da estrela, existe a o que chamou tabela de fatos, rodeada por tabelas auxiliares, chamadas de dimensões. A tabela de fato conecta-se as demais dimensões por múltiplas junções e as tabelas de dimensões conectam-se com apenas uma junção a tabela de fatos.

Desta forma a consulta ocorre inicialmente nas tabelas de dimensão e depois nas tabelas de fatos, assegurando a precisão dos dados por meio de uma estrutura de chaves onde não é preciso percorrer todas as tabelas, garantindo um acesso mais eficiente de com melhor desempenho.

Propriedades do esquema em estrela[editar | editar código-fonte]

  • Uma única tabela de fatos contendo dados, sem redundância
  • Uma tabela por dimensão
  • As chaves primárias, da tabela de fatos, são apenas de uma por dimensão.
  • Cada chave é gerada (eficiência)
  • Cada dimensão representa um única tabela, altamente desnormalizada.

Vantagens[editar | editar código-fonte]

Fácil de perceber, reduz o número de joins e tem baixa manutenção.

Desvantagens[editar | editar código-fonte]

Não fornece explicitamente suporte para hierarquias de atributos e as tabelas dimensionais são um problema.

As tabelas de dimensão, por não estarem normalizadas, contém repetição das informações. Não são adequadas para uso transacional pois uma alteração simples (como de o nome de um país) poderia gerar a necessidade de várias alterações no banco de dados (para todas as linhas de municípios).

Ver também[editar | editar código-fonte]