Esquerda comunista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A esquerda comunista ou comunismo de esquerda refere-se a várias correntes políticas marxistas contrárias ao Bolchevismo. Considerando-se mais autenticamente marxistas e proletárias, a maioria delas era declaradamente não leninista - a exemplo do comunismo de conselhos, do luxemburguismo e do situacionismo).

Embora Rosa Luxemburgo tenha vivido antes do surgimento da esquerda comunista, teve grande influência política e teórica sobre essas correntes.

Os personagens mais notáveis da esquerda comunista foram Herman Gorter, Anton Pannekoek, Otto Rühle, Karl Korsch, Amadeo Bordiga, Onorato Damen, Marc Laverne e Paul Mattick.

Posições[editar | editar código-fonte]

Há duas tradições principais dentro da esquerda comunista: a neerlandesa-alemã e a italiana. Ambas se opunham às coalizões com partidos socialistas, ao parlamentarismo, ao nacionalismo e aos movimentos de libertação nacional.

As diversas correntes ligadas à esquerda comunista faziam diferentes análises da Revolução Russa de 1917; porém todas eram bastante críticas quanto ao seu desenvolvimento ulterior, considerando a URSS como um capitalismo de Estado. A crítica estendeu-se também à Internacional comunista.

Lênin polemizou com essa tendência em Esquerdismo, doença infantil do comunismo. A resposta mais ampla da Esquerda Comunista a Lênin é a Carta aberta ao camarada Lenin de Herman Gorter. Sua crítica à Internacional Comunista será de certo modo compartilhada pelos trotskistas, sendo mais radical do que a da oposição surgida no âmbito do partido comunista russo - decistas e Oposição operária - que refluiu a partir de 1921, após a derrota da Revolta de Kronstadt. O Grupo Operário do Partido Comunista Russo, de Gavril Miasnikov, juntou-se à esquerda comunista alemã, a partir de 1923.

Organizações atuais[editar | editar código-fonte]

No século 21 continuam existindo organizações internacionais que se identificam com as posições históricas da Esquerda Comunista e se identificam como tal.

Entre as principais estão a Corrente Comunista Internacional (CCI), a Tendência Comunista Internacionalista (TCI) e os vários grupos homônimos italianos provenientes do Partido Comunista Internacional histórico.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.