Estádio Heriberto Hülse

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Heriberto Hülse
Estadiocriciuma.png
Nomes
Nome Estádio Heriberto Hülse
Apelido Majestoso
Características
Local Criciúma, Santa Catarina
Gramado Grama natural (105 x 68 m[1] )
Capacidade 19.000 espectadores[2]
Construção
Data 1955
Inauguração
Data 16 de Outubro de 1955
Partida inaugural 16 de outubro de 1955 (Comerciário 0x1 Imbituba)
Primeiro gol Valdo (Imbituba)
Último Jogo
Recordes
Público recorde 31.123 espectadores
Data recorde 6 de agosto de 1995
Partida com mais público Criciúma 1 - 0 Chapecoense
Outras informações
Remodelado 1992 - para disputa da Copa Libertadores da América de 1992
Expandido 1992 - 25.000 espectadores
Proprietário Criciúma Esporte Clube
Administrador Criciúma Esporte Clube
Mandante Criciúma Esporte Clube

O Estádio Heriberto Hülse, apelidado de Majestoso, é um estádio de futebol localizado na cidade de Criciúma, estado de Santa Catarina.

O Estádio[editar | editar código-fonte]

O estádio do Criciúma Esporte Clube, um dos principais do estado de Santa Catarina, já abrigou competições de nível internacional como a Copa Libertadores da América, época na qual foi completamente adaptado para competição, destaque entre os principais estádios do estado, é o único completamente coberto.

O proprietário do estádio é o Criciúma Esporte Clube, que até 1978 era conhecido como Comerciário Esporte Clube, ano que veio através de assembléia dos conselheiros do Comerciário Esporte Clube aprovar a mudança de nome.

O estádio atualmente tem capacidade para 19.000 torcedores, pois a capacidade foi adequada para cumprir as normas do estatuto do torcedor.

O maior publico registrado foi em 6 de agosto de 1995 no jogo Criciúma 1 x 0 Chapecoense pelo campeonato catarinense. O jogo teve um público de mais de 32.000 pessoas e uma renda de R$1.499.815,00.

O nome do estádio é uma homenagem ao ex-governador do estado de Santa Catarina, Heriberto Hülse, por ser uma figura política que representou o sul Catarinense, onde se situa a cidade de Criciúma e por vez o Majestoso.

A Estrutura[editar | editar código-fonte]

Atualmente o estádio Heriberto Hülse conta com:

  • 100% das arquibancadas cobertas.
  • Sistema de câmeras de vigilância.
  • Duas ambulâncias de pronto atendimento.
  • Camarotes e área de cobertura da imprensa recém construidos com padrões modernos a nível de grandes estádios brasileiros.
  • Bares e banheiros masculinos e femininos inclusive no setor visitante.
  • Placar eletrônico.
  • Fosso de proteção para evitar invasão ao gramado.
  • Academia e piscina para utilização dos jogadores do clube.
  • Alojamento para a concentração do elenco e para abrigar as categorias de base.
  • Sala de troféus com vitrine.
  • Seis torres de iluminação mais quatro estruturas de iluminação abaixo delas.
  • Elevador panorâmico de acesso à tribuna de honra e camarotes.
  • Salas e dependências da diretoria.
  • Restaurante.
  • Estacionamento.
  • Acoplado ao Heriberto Hülse encontra-se o Ginásio Colombo Machado Salles, que já foi utilizado para jogos de Futsal. Com a extinção da categoria de futsal no clube, foi instalado grama sintética, para treino do elenco em dias chuvosos.

Em 2011 a diretoria do Criciúma Esporte Clube lançou a nova loja Tigre Maníacos, anexo ao estádio, onde será vendido produtos do clube e também projeta lançar um museu contando toda a história do estádio e do clube.

Jogos Importantes[editar | editar código-fonte]

Em 1991 o estádio Heriberto Hülse foi palco da decisão da Copa do Brasil, entre Criciúma x Grêmio, com o empate de 0x0, o Tigre se consagrou campeão do Brasil dentro do Majestoso.

No ano seguinte, 1992, o estádio foi completamente reformado para atender as exigências da FIFA pois o Criciúma iria jogar a Taça Libertadores da América daquele ano.

Neste campeonato recebeu o grande confronto brasileiro da competição entre Criciúma x São Paulo, os únicos representantes brasileiros na corrida pelo título das Américas, o Campeão Brasileiro de 1991 x o Campeão do Brasil de 1991, onde dentro do Majestoso o Tigre venceu o tricolor paulista por 3x0 e na segunda fase da competição foi eliminado pelo mesmo também dentro do Heriberto Hülse pelo empate de 1x1.

O Heriberto Hülse tem como seu público recorde o número de 31.123 espectadores para a final do Campeonato Catarinense de Futebol de 1995, desta vez o visitante foi o time da Chapecoense, o jogo foi para a prorrogação e no final com o placar de 1x0 para o Tigre que assim se tornou campeão mais uma vez dentro do Majestoso.

Em 2002 novamente o Majestoso foi palco de uma final de campeonato nacional, desta vez a decisão do Brasileiro Série B 2002 entre Criciúma x Fortaleza.

Chovia muito no dia, o estádio estava lotado, o jogo foi emocionante e não havia momento melhor para que o Criciúma levantasse a taça de Campeão Brasileiro dentro do Heriberto Hülse vencendo o Fortaleza pelo placar de 4x1.

Este estádio também é palco da maior goleada do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2004, onde o Tigre massacrou de virada o time do Goiás pelo placar de 7x2.

No dia 23 de outubro de 2010, o Majestoso vibrou com mais de 19.000 espectadores para prestigiar a promoção do Criciúma Esporte Clube a segunda divisão nacional vencendo o Macaé do Rio de Janeiro pelo placar de 2x0.

Episódios Marcantes[editar | editar código-fonte]

Infelizmente o belo Majestoso não foi somente palco de momentos felizes do futebol do Tigre, em 2008 em uma partida válida pelo Campeonato Catarinense de Futebol a torcida do Avaí Futebol Clube conseguiu entrar no estádio com uma bomba caseira, próximo do final da partida ela foi arremessada contra a torcida tricolor, em meio a tantos civis, ela foi parar próxima de um senhor muito debilitado pela idade, o aposentado e fanático torcedor do Tigre, Ivo Costa ou carinhosamente chamado pela torcida de Seu Ivo.[3]

O artefato foi parar próximo de Seu Ivo, que teve como única opção afastar com as próprias mãos, sem tempo suficiente acabou explodindo ao seu lado, ocasionando a perda de sua mão direita.

Naquele momento desencadeou a fúria da torcida Criciumense que acabou encurralando a torcida azurra fora das dependências do Majestoso e a guerra civil durou algumas horas após a partida que terminou Criciúma 1 x 0 Avaí, onde a polícia colocou controle na situação cogitando-se até mesmo a presença do exército para acalmar os ânimos da torcida carvoeira.

Em 2010 o aposentado Ivo Costa veio a falecer por causas naturais.

Por consequência do ocorrido, a torcida do Criciúma, a barra Os Tigres tem uma bandeira com a imagem de Seu Ivo, a mesma é exibida nas arquibancadas em quase todos os jogos do Criciúma.

Outro episódio que marcou o Heriberto Hülse foi um vendaval que atingiu Criciúma em 2009 e danificou parte da cobertura do estádio. Tempos depois, a área atingida foi reparada e, com isto, o estádio voltou a ser 100% coberto.

Como chegar[editar | editar código-fonte]

  • Quem vem do Norte: Chegando na cidade pelo acesso norte da BR-101 (km 381), trafegar pela Avenida Centenário até chegar na sinaleira após o Supermercado Giassi. Vire à direita e, na próxima sinaleira à esquerda. Siga sempre em frente e chegará ao Estádio Heriberto Hülse.
  • Quem vem do Sul: Utilizando o acesso central da BR-101 (km 392), seguir sempre pela Rod. Luiz Rosso e pela Rua Desembargador Pedro Silva. Em frente a Caixa Econômica Federal, a rua tem um sentido único (à direita). Pronto! Você está nos fundos do Estádio Heriberto Hülse.
  • Quem vem do Planalto: Após o término da Rodovia SC-446, siga pelas ruas Julio Gaidzinski, Marechal Deodoro e Santa Catarina; até chegar ao Estádio Heriberto Hülse.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Estádio Serra Dourada
Goiânia
Copa do Brasil de Futebol
Final

1991
Sucedido por
Estádio Beira-Rio
Porto Alegre
Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.