Estádio José Fragelli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Verdão
Governador José Fragelli
Verdao -Cuiaba - August 2009.jpg
O estádio no dia do lançamento da demolição em 8 de agosto de 2009
Nomes
Nome Estádio Governador José Fragelli
Apelido Verdão
Características
Local Cuiabá,  Mato Grosso,  Brasil
Gramado (105m x 68m)
Construção
Data 1973
Inauguração
Data 8 de abril de 1976
Partida inaugural Mixto 2 x 0 Dom Bosco
Primeiro gol Pastoril (Mixto)
Último Jogo
Recordes
Público recorde 49.324 pessoas[1]
Data recorde 10 de fevereiro de 1980
Partida com mais público Mixto x Dom Bosco
Outras informações
Fechado 2010
Demolido 2010
Proprietário Governo do Estado de Mato Grosso
Mandante Berga Esporte Clube
Cuiabá Esporte Clube
Mixto Esporte Clube
Operário Futebol Clube Ltda

O Estádio José Fragelli, ou por seu apelido, Verdão, foi um estádio de futebol da cidade de Cuiabá, estado do Mato Grosso, que atendia a vários times do estado. Foi demolido no ano de 2010 para dar lugar à Arena Pantanal, um novo estádio para ser utilizado na Copa de 2014.

História[editar | editar código-fonte]

Construção[editar | editar código-fonte]

O novo estádio, com capacidade prevista para 55 mil pessoas e projeto arquitetônico de Silvano Wendel, iria substituir o acanhado Estádio Presidente Dutra, em que cabiam apenas 7 mil. Iniciado em 1973, o Verdão foi motivo de duras críticas à administração do governador José Fragelli, mas teve o apoio do presidente da CBD João Havelange. Orçado em Cr$ 1.200.000,00, conseguidos com a alienação de 2 milhões de hectares no norte do estado para o Senado Federal, a obra se iniciou em 1974 na administração Fragelli, e seria concluída em 1976, sob o sucessor José Garcia Neto.[2]

Inauguração[editar | editar código-fonte]

No dia 12 de março de 1975, a equipe do Fluminense e a Seleção de Cuiabá se enfrentaram na partida que comemorava a conclusão parcial das obras, quando na oportunidade a equipe de Cuiabá entrou para a história balançando pela primeira vez as redes do "Verdão". No ano seguinte, 8 de abril, o estádio era finamente concluído com a presença do Flamengo e um quadrangular entre os clubes da capital, Mixto, Operário e Dom Bosco, assistido por mais de 44 mil torcedores.[3]

Em 34 anos de história, o Verdão abrigou cinco jogos da Seleção Brasileira de Futebol: Brasil x Suiça em 1981; Brasil x Equador em 1989; Brasil x Finlândia, em 1992 (veja o vídeo) e Brasil x Islândia, em 2002.[2]

Copa de 2014[editar | editar código-fonte]

Em 2009, o Verdão já havia sido interditado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por falta de segurança. Os responsáveis pela campanha de Cuiabá para sediar a Copa de 2014 inspecionaram o Verdão e descobriram problemas estruturais que fizeram o projeto prever a demolição do estádio para construir um novo, a Arena Pantanal.[2] Em maio de 2010, com Cuiabá já escolhida como uma das 12 sedes da Copa, a demolição do Verdão foi iniciada.[4] tendo terminada a maior parte em junho.[5] A última parte do Verdão a ser demolida foi a bilheteria 4, que dava acesso à arquibancada descoberta, em outubro de 2013.[6]

Outras informações[editar | editar código-fonte]

Notas

Referências

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

  • Enciclopédia do Futebol Brasileiro, Volume 2 - Lance, Rio de Janeiro: Aretê Editorial S/A, 2001.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre estádios de futebol do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.