Estádio Municipal de Aveiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estádio Municipal de Aveiro
Nt-Aveiro-Estadio Beira-Mar.jpg
Nome Estádio Municipal de Aveiro
Características
Local Aveiro
Gramado Relva (104 x 68 m)
Capacidade 30.127
Construção
Data 2003
Custo 63.000.000€
Inauguração
Data 15 de Novembro de 2003
Último Jogo
Recordes
Público recorde 29.970
Outras informações
Proprietário CM de Aveiro
Arquiteto Tomás Taveira
Mandante Beira-Mar

O Estádio Municipal de Aveiro foi inaugurado a 15 de Novembro de 2003 com o jogo amigável entre as selecções de Portugal e da Grécia. Foi projectado pelo arquitecto português Tomás Taveira. Está localizado nos arredores da cidade de Aveiro. O estádio é propriedade da EMA, EM, empresa municipal detida a 100% pela Câmara Municipal de Aveiro e é utilizado pelo Sport Clube Beira Mar desde a altura da sua construção, substituindo o Estádio Mário Duarte, antiga "casa" do clube aveirense.

Foi um dos 10 estádios usados durante o Campeonato Europeu de Futebol de 2004.

É o 5º maior estádio de Portugal, a seguir ao Estádio da Luz, ao Estádio do Dragão, ao Estádio de Alvalade e ao Estádio Nacional do Jamor.

Custos financeiros e eventual demolição[editar | editar código-fonte]

A forma de financiamento da construção do estádio e da sua manutenção, é deveras polémica entre os edis da Câmara Municipal de Aveiro. As operações de financiamento do estádio, através de fundos imobiliários, custam aos aveirenses 9400 euros por dia, cerca de 3 milhões e meio de euros por ano.

Segundo o porta-voz do PSD na Assembleia Municipal de Aveiro, Manuel António Coimbra, todos os 78 mil munícipes estão a pagar 32 euros, [por ano], para este acordo. Gosto de olhar para estas medidas e ver quando é que estes valores podem passar a ser comportáveis. Já é mais do que tempo de acabarmos com estas operações financeiras que não cabiam na cabeça de muita gente que pudéssemos, passados 10 anos, estar a pagar.[1]

Em 2009 várias vozes em Aveiro defenderam que a Câmara Municipal deveria equacionar a destruição, por implosão do estádio, e a sua substituição por um menor. O líder concelhio do PSD, referiu que a implosão do estádio não é uma aberração completa, mas não quer dizer que a defenda, disse Ulisses Pereira, que faz depender essa "hipótese" da avaliação de "outras soluções" e de um referendo local aos aveirenses.[2]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

  • Capacidade (lugares sentados, só público): 30.127 lugares;
  • Lugares Especiais: 896 lugares;
  • Camarote Presidencial: 90 lugares;
  • Camarotes Prestígio: 460 lugares;
  • Camarotes Empresa: 360 lugares;
  • Media (Imprensa, Rádio e TV): 897 lugares.

Capacidade Total: 32.830

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Estádio Municipal de Aveiro

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre esporte/desporto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.