Estádio Regional Índio Condá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Arena Condá. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde maio de 2014)
Índio Condá
1 Imagem Arena Condá.jpg
Arena Condá
Nomes
Nome Estádio Regional Índio Condá
Apelido Condazão
Características
Local Rua Clevelândia, no Centro, em Chapecó, em Santa Catarina, no Brasil
Gramado Pasto (102 x 70 m)
Capacidade 12 817 pessoas[1]
Construção
Inauguração
Data 24 de Janeiro de 1976
Último Jogo
Recordes
Público recorde 19 621 pessoas
Data recorde Final do JUFFS de 2011
Partida com mais público UFFS Chapeco 1 x 2 Cero
Outras informações
Remodelado 2009, na Arena Condá
Demolido 2008, parcial
Proprietário Prefeitura de Chapecó
Administrador Associação Chapecoense de Futebol
Mandante Associação Chapecoense de Futebol

O Estádio Regional Índio Condá é um estádio de futebol localizado na cidade de Chapecó, no estado de Santa Catarina, no Brasil. É de propriedade da Prefeitura Municipal. Atualmente, a Associação Chapecoense de Futebol manda seus jogos nesse estádio.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O nome do estádio homenageia um importante líder caingangue[2] .

História e Conquistas[editar | editar código-fonte]

O Estádio Regional Índio Condá foi inaugurado no dia 24 de janeiro de 1976 para ser a casa principalmente da Associação Chapecoense de Futebol. A história do estádio pode ser contado em três fases. Primeiro, foi construído um campo de futebol; depois, foi construído o estádio e, por último, a Arena Condá. Nesse estádio, a Chapecoense teve momentos importantes de sua história. Como os quatro Campeonatos Catarinenses conquistados. Ou o título de 1978, que a Chapecoense conquistou durante só um mês, pois o título foi, posteriormente, retirado da Chapecoense e dado para o Joinville Esporte Clube. A Taça Santa Catarina (1979). Taça Plínio Arlindo de Nez (1995). A Copa Santa Catarina (2006).

Novo Estádio[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de outubro de 2007, foi lançado o projeto da Arena Condá pelo prefeito João Rodrigues. O novo estádio com quatro pavimentos compostos de salas comerciais e estacionamento abaixo das arquibancadas.

A empresa Prosul foi a responsável pela elaboração do projeto que levou noventa dias para ficar pronto. Segundo o vice-presidente da empresa, Rodrigo de Carvalho Brillinger, "nenhum estádio será mais belo que o da Chapecoense no sul do país". A Arena será uma solução moderna baseada em conceitos europeus, atendendo a cem por cento das exigências da Federação Internacional de Futebol e credenciando a cidade de Chapecó para competições internacionais.

Em 2008, o setor sul do estádio foi demolido para a construção da primeira etapa da arena, com capacidade para 5 000 torcedores. Em 2010, o setor norte do estádio foi demolido para a construção da segunda etapa da arena, que foi estreada com um jogo histórico, Chapecoense x Atlético Mineiro, disputando a Copa do Brasil. No jogo, quem levou a vitória foi o time da casa com um gol de Sagaz.

A capacidade total após a conclusão da obra será de 25 000 lugares e custará, aproximadamente, 30 000 000 de reais.

Caraterísticas[editar | editar código-fonte]

  • Endereço: Rua Clevelândia. Centro, Chapecó-Santa Catarina-Brasil
  • Inauguração: 24 de janeiro de 1976.
  • Capacidade: 15 000 torcedores
  • Recorde de público: 15 621 torcedores registrado no jogo Chapecoense 1 x 0 Criciúma Esporte Clube na Final do Campeonato Catarinense de 2007.

Galerias[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. CBF
  2. D'ANGELIS, W. R. A língua kaingang. Disponível em http://www.portalkaingang.org/Lgua_Kaingang.pdf. Acesso em 6 de março de 2013.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.