Estádio Regional Índio Condá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Arena Condá. Pode-se discutir o procedimento aqui. (desde maio de 2014)
Índio Condá
Nomes
Nome Estádio Regional Índio Condá
Apelido Índio Condá
Antigos nomes Estádio Regional Índio Condá
Características
Local Rua Índio Condá, Centro
Gramado (105 x 68 m)
Capacidade 22.600
Construção
Inauguração
Data 24 de janeiro de 1976
Recordes
Público recorde 22.600
Data recorde Chapecoense 1 x 2 Grêmio
Partida com mais público Chapecoense 1 x 2 Grêmio
Outras informações
Remodelado 2009, na Arena Condá
Demolido 2008, parcial
Proprietário Prefeitura de Chapecó
Administrador Associação Chapecoense de Futebol
Mandante Associação Chapecoense de Futebol

O Estádio Regional Índio Condá é um estádio de futebol localizado na cidade de Chapecó, no estado de Santa Catarina, no Brasil. É de propriedade da Prefeitura Municipal de Chapecó e atualmente, a Associação Chapecoense de Futebol manda seus jogos nesse estádio.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O nome do estádio homenageia um importante líder indígena caingangue[1] , Vitorino Condá.

História e Conquistas[editar | editar código-fonte]

O Estádio Regional Índio Condá foi inaugurado no dia 24 de janeiro de 1976 para ser a casa principalmente da Associação Chapecoense de Futebol. A história do estádio pode ser contado em três fases. Primeiro, foi construído um campo de futebol; depois, foi construído o estádio e, por último, a Arena Condá. Nesse estádio, a Chapecoense teve momentos importantes de sua história. Como os quatro Campeonatos Catarinenses conquistados. Ou o título de 1978, que a Chapecoense conquistou durante só um mês, pois o título foi, posteriormente, retirado da Chapecoense e dado para o Joinville Esporte Clube. A Taça Santa Catarina (1979). Taça Plínio Arlindo de Nez (1995). A Copa Santa Catarina (2006).

Novo Estádio[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de outubro de 2007, foi lançado o projeto da Arena Condá pelo prefeito João Rodrigues. O novo estádio com quatro pavimentos compostos de salas comerciais e estacionamento abaixo das arquibancadas.

A empresa Prosul foi a responsável pela elaboração do projeto que levou noventa dias para ficar pronto. Segundo o vice-presidente da empresa, Rodrigo de Carvalho Brillinger, "nenhum estádio será mais belo que o da Chapecoense no sul do país". A Arena será uma solução moderna baseada em conceitos europeus, atendendo a cem por cento das exigências da Federação Internacional de Futebol e credenciando a cidade de Chapecó para competições internacionais.

Em 2008, o setor sul do estádio foi demolido para a construção da primeira etapa da arena, com capacidade para 5 000 torcedores. Em 2010, o setor norte do estádio foi demolido para a construção da segunda etapa da arena, que foi estreada com um jogo histórico, Chapecoense x Atlético Mineiro, disputando a Copa do Brasil. No jogo, quem levou a vitória foi o time da casa com um gol de Sagaz.

A capacidade total após a conclusão da obra será de 25 000 lugares e custará, aproximadamente, 30 000 000 de reais.

Caraterísticas[editar | editar código-fonte]

  • Endereço: Rua Índio Condá, Centro, Chapecó-Santa Catarina-Brasil
  • Inauguração: 24 de janeiro de 1976
  • Capacidade: atualmente 19.000 torcedores
  • Recorde de público: 19.165 torcedores registrado no jogo Chapecoense 1 x 2 Grêmio em 11/05/2014, válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

== Galerias ==No momento não há

imagens

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. D'ANGELIS, W. R. A língua kaingang. Disponível em http://www.portalkaingang.org/Lgua_Kaingang.pdf. Acesso em 6 de março de 2013.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.