Estância da Canção Gaúcha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Estância da Canção Gaúcha é o principal festival de música nativista de São Gabriel e região[1] , no estado do Rio Grande do Sul.

Busca revelar cantores da terra e preservar as tradições do Rio Grande do Sul, do pago e do dia-a-dia do antigo gaúcho.

Realizado desde 1994, o evento começou como uma prova da Reculuta Municipal, concurso da Coordenadoria Tradicionalista Municipal que define a ordem da Semana Farroupilha em São Gabriel. A partir de 1997, o festival começou a ter dimensões de espetáculo, sendo realizado no Parque de Exposições Assis Brasil e na antiga Cooperativa Mista Agrícola Gabrielense (COMAIG).

A Estância foi interrompida em 2009 em razão da proliferação da Gripe A, e retomada em 2010, no Estádio Municipal Sílvio de Faria Corrêa, na gestão de Rossano Gonçalves[2] . Nomes como João de Almeida Neto, Luiz Marenco, Jari Terres e Elton Saldanha fizeram os shows de intervalo.

A 17ª Estância, realizada em 2010, foi vencida por Luciano Maia, com Meu Chasque Não Tem Floreio, uma homenagem ao compositor gabrielense Gaspar Machado[3] .

Vencedores dos demais anos:[editar | editar código-fonte]

2011 - “Embretados”

Letra e Música: Davi Teixeira (Porto Alegre) Igor Silveira (São Gabriel),

Intérpretes: Pirisca Grecco e Ângelo Franco

2012 - "Rodeio da Invernada Passo Fundo"

Letra: André Oliveira (São Gabriel)

Música: Ita Cunha (São Gabriel)

Interpretada por Ita Cunha e Jean Kirchoff

2013 - "Tranco macio"

Letra: Rodrigo Morales

Música: Rodrigo Morales e Lucas Ferreira

Intérprete: Raineri Spohr

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.