Estêvão Branković

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estêvão Branković

Estêvão III (Stefan Branković em servo-croata) foi um déspota da Sérvia (mais especificamente da Ráscia) entre 1458 e 1459. Era filho de Jorge I, irmão mais novo de Lázaro II e foi regente em nome de sua sobrinha Helena Maria. Permaneceu fora da linha de sucessão até a morte de todos os seus parentes, a quem sucedeu por breve período.

Com a morte de Helena, foi coroado déspota. No entanto, em 8 de abril de 1458, os reis Matias I da Hungria e Estêvão Tomás da Bósnia invadiram a Ráscia e o destronaram, impondo no trono o usurpador bósnio Estêvão IV Tomašević, filho deste último e marido de Helena Maria.

Quando a Sérvia foi conquistada pelos otomanos, no ano seguinte, o filho de Estêvão, João da Ráscia, conduziu os refugiados sérvios para o sul do país. Lá foi reconhecido como Príncipe dos Sérvios.

Estêvão III foi canonizado e é venerado como santo pela Igreja Ortodoxa Sérvia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.