Estação Antártica Espanhola Gabriel de Castilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Base Antártica Gabriel de Castilla
Gabriel de Castilla.
Gabriel de Castilla.
62° 58' 38" S 60° 40' 33" O
Localização Ilha Decepção
 - Tipo Exército da Espanha
Altitude 15 m (49 pés)
População
 - Total População total: 14 (no verão) e não possui população no inverno, Ativa no Verão, Fundada em 1 990,
Sítio Base Gabriel de Castilla

A Base Antártica Gabriel de Castilla, é uma das duas bases que a Espanha tem na região da Antártica. Está situada na Ilha Decepção, no arquipélago das Ilhas Shetland do Sul. As coordenadas são 62° 58′ S 60° 40′ O.

História[editar | editar código-fonte]

Emblema da base.
Localização da ilha Decepção.
Vista geral da Base (2013).

No final de 1989 e princípio de 1990, se instalou na ilha Decepção o então refúgio militar Gabriel de Castilla, para apoiar os trabalhos de investigação e levantamentos topográficos que ali se estavam realizando em esse momento. A base está gerenciada pela Divisão de Operações do Estado Maior de Exército da Espanha que, mesmo assim, organiza e dirige a campanha, sendo esta coordenada, enquanto a investigação científica se refere ao Comitê Polar Espanhol.

Seu apoio logístico e de manutenção se realiza desde 1991 com o Navio de Investigação Oceanográfica Hespérides apoiado pelo BIO Las Palmas, ambos da Armada Espanhola, ainda que o Las Palmas, se espera que seja substituído por um navio de ação marítima modificado para tal efeito.

Na atualidade, se usa a base para realizar numerosos estudos científicos, tanto biológicos como geológicos, climatológicos, etc. Também é usada para a investigação militar.

Seu nome se deve a Gabriel de Castilla, navegador e explorador espanhol ao qual se atribui o descobrimento da Antártica no princípio do século XVII.

Flora e Fauna[editar | editar código-fonte]

As águas que rodeiam o território, são frias e entretanto, na profundidade, se encontram sobre o ponto de congelamento, são extraordinariamente ricas em fauna: bentos (esponjas antárticas), artrópodos e crustáceos, moluscos, cetáceos, focas, pinípedes; as águas abissais não congeladas possuem uma extraordinária fauna que desde o início do século XXI foi descoberta, por exemplo peixes cujo sangue e demais humores possuem substâncias anticongelantes orgânicas. Os animais mais destacados são: a foca leopardo, foca-de-weddell, caranguejo, leão marinho, mandrião, petrel, cormorão, faigão-rola, etc. Mas a mais destacada é o pinguim, mais de meio milhão de habitantes no verão antártico na ilha.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Antártica Espanhola Gabriel de Castilla