Estação Ferroviária de Beja

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Estação de Beja)
Ir para: navegação, pesquisa
Beja
Estação de Beja, em 2011.
Inauguração 15 de Fevereiro de 1864
Linha(s) Linha do Alentejo
(PK 153,937)
Ramal de Moura
(PK 153,937)
Coordenadas 38° 1′ N 7° 51′ W
Concelho Beja
Serviços Ferroviários Intercidades
Serviços Serviço de táxis Telefones públicos Parque de estacionamento Bilheteira Lavabos Sala de espera Bar ou cafetaria

A Estação Ferroviária de Beja é uma interface ferroviária da Linha do Alentejo, que serve a cidade de Beja, no Distrito de Beja, em Portugal. Também foi o ponto de entroncamento com o Ramal de Moura, que funcionou entre 1869[1] e 1990.[2]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Localização e acessos[editar | editar código-fonte]

Esta interface situa-se junto ao Largo da Estação Ferroviária, na localidade de Beja.[3] [4]

Classificação e caracterização física[editar | editar código-fonte]

Em 2004, esta interface possuía a classificação D da Rede Ferroviária Nacional, e dispunha de um serviço de informação ao público da Rede Ferroviária Nacional; apresentava três vias de circulação, onde se podem efectuar manobras, limpeza de vagões, e abastecimento de gasóleo[5]

Em Janeiro de 2011, continuava a possuir 3 vias de circulação, duas com 658 metros de comprimento, e a restante, com 388 metros; as plataformas tinham 216 e 194 metros de extensão, e 65 a 45 centímetros de altura.[6]

História[editar | editar código-fonte]

Antigo edifício da estação de Beja, substituído em 1940.

Inauguração[editar | editar código-fonte]

O troço entre Vendas Novas e Beja do Caminho de Ferro do Sul abriu à exploração em 15 de Fevereiro de 1864.[1] [7]

Ligação a Moura[editar | editar código-fonte]

O primeiro troço do Ramal de Moura, entre Beja e Quintos, foi aberto em 2 de Novembro de 1869; este caminho de ferro foi concluído com a chegada a Moura, em 27 de Dezembro de 1902.[1] [8] [9]

Século XX[editar | editar código-fonte]

Em 1902, foram experimentados aparelhos de iluminação a petróleo Kitson para grandes recintos na Estação Ferroviária do Barreiro, prevendo-se a sua instalação na Estação de Beja.[10] Em 1932, concluiu-se a construção de um dormitório para o pessoal, com capacidade para 18 camas[11] , e, no ano seguinte, procedeu-se a melhoramentos na toma de água.[12] Em 1934, foram aprovadas obras de prolongamento do cais coberto nesta estação.[13] A decoração da Estação foi realizada pelo artista Jorge Colaço.[14]

Em Maio de 1993, realizou-se uma viagem da Associação Portuguesa dos Amigos dos Caminhos de Ferro entre Beja e Évora, utilizando uma composição rebocada por uma locomotiva a vapor.[15]

Encerramento do Ramal de Moura[editar | editar código-fonte]

O Ramal de Moura foi encerrado em 1990.[2]

Século XXI[editar | editar código-fonte]

Todos os serviços ferroviários foram suspensos a 10 de Maio de 2010, na sequência de um projecto de remodelação da Linha do Alentejo levado a cabo pela Rede Ferroviária Nacional[16] , passando os serviços Intercidades a serem realizados por autocarros[17] ; em 14 de Junho do mesmo ano, foi retomado o serviço regional, por via ferroviária, entre Beja e Alcáçovas.[18] [19]

Supressão dos serviços regionais[editar | editar código-fonte]

A operadora Comboios de Portugal extinguiu todos os serviços regionais entre Beja e Funcheira em 1 de Janeiro de 2012, argumentando reduzida sustentabilidade económica neste troço, motivada pela baixa procura.[20]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • MARTINS, João Paulo, BRION, Madalena, SOUSA, Miguel de, LEVY, Maurício, AMORIM, Óscar. O Caminho de Ferro Revisitado: O Caminho de Ferro em Portugal de 1856 a 1996. [S.l.]: Caminhos de Ferro Portugueses, 1996. 446 p.
  • PEREIRA, Paulo. História da Arte Portuguesa. Barcelona: Círculo de Leitores, 1995. 695 p. 3 vol. vol. III. ISBN 972-42-1225-4
  • SANTOS, Luís Filipe Rosa. Os Acessos a Faro e aos Concelhos Limítrofes na Segunda Metade do Séc. XIX. Faro: Câmara Municipal de Faro, 1995. 213 p.
  • História de Portugal em Datas. [S.l.]: Círculo de Leitores, Lda. e Autores, 1994. 480 p. ISBN 972-42-1004-9

Referências

  1. a b c TORRES, Carlos Manitto. (1 de Fevereiro de 1958). "A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário". Gazeta dos Caminhos de Ferro 70 (1683): 75, 77. Página visitada em 13 de Janeiro de 2014.
  2. a b CORREIA, Teixeira (4 de Abril de 2010). Ciclistas pedem ecopista para antigo ramal. Jornal de Notícias. Página visitada em 13 de Janeiro de 2014.
  3. Beja - Linha do Alentejo. Rede Ferroviária Nacional. Página visitada em 23 de Dezembro de 2011.
  4. Ficha de Estação: Beja. Comboios de Portugal. Página visitada em 23 de Dezembro de 2011.
  5. Directório da Rede Ferroviária Portuguesa 2005 pp. 63, 67, 83. O Comboio em Portugal (13 de Outubro de 2004). Página visitada em 9 de Outubro de 2010.
  6. (6 de Janeiro de 2011) "Directório da Rede 2012": 82. Rede Ferroviária Nacional.
  7. Santos, 1995:111
  8. História de Portugal em Datas, 1994:252
  9. Martins et al, 1996:12
  10. (1 de Julho de 1902) "Linhas Portuguezas". Gazeta dos Caminhos de Ferro 15 (349): 203. Página visitada em 13 de Janeiro de 2014.
  11. (1 de Janeiro de 1933) "O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no Ano de 1932". Gazeta dos Caminhos de Ferro 46 (1081): 11. Página visitada em 13 de Janeiro de 2014.
  12. (16 de Janeiro de 1934) "O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no Ano de 1933". Gazeta dos Caminhos de Ferro 47 (1106): 49. Página visitada em 13 de Janeiro de 2014.
  13. (16 de Abril de 1934) "Direcção Geral de Caminhos de Ferro". Gazeta dos Caminhos de Ferro 46 (1111): 187. Página visitada em 13 de Janeiro de 2014.
  14. Pereira, 1995:417-418
  15. BLÁZQUEZ, José Luis Torres. (1993). "Vapor en Portugal" (em Espanhol). Maquetren 2 (19): 19, 21. Madrid: Resistor, S. A..
  16. Circulação ferroviária na linha do Alentejo interrompida a partir de hoje. Rádio Pax (10 de Maio de 2010). Página visitada em 9 de Outubro de 2010.
  17. L. Alentejo - interrupção da circulação (V.Novas/Casa Branca). Comboios de Portugal. Página visitada em 9 de Outubro de 2010.
  18. Horários Lisboa-Évora-Beja-Funcheira. Comboios de Portugal (14 de Junho de 2010). Página visitada em 9 de Outubro de 2010.
  19. CP mantém serviço regional entre Alcáçovas e Beja pp. 2. Diário Digital (16 de Junho de 2010). Página visitada em 9 de Outubro de 2010.
  20. Ligação ferroviária Beja-Funcheira suprimida a partir de hoje (1 de Janeiro de 2012). Página visitada em 1 de Janeiro de 2012.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre A Estação Ferroviária de Beja

Ligações externas[editar | editar código-fonte]



Ícone de esboço Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.