Estação de Bombagem a Vapor de D.F. Wouda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Estação de Bombagem a Vapor de D.F. Wouda *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Woudagemaal-the-Netherlands.jpg
Ir. D.F. Woudagemaal
País  Países Baixos
Tipo Cultural
Critérios i, ii, iv
Referência 867
Região** Europa e América do Norte
Coordenadas 52° 50′ N 5° 40′ E
Histórico de inscrição
Inscrição 1998  (22ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

A Estação de Bombagem a Vapor de D.F. Wouda (em holandês: ir. D.F. Woudagemaal) é uma estação de bombagem (português europeu) ou bombeamento (português brasileiro) na Holanda, e a maior ainda com bombas a vapor em operação no mundo. Em 7 de outubro de 1920 a Rainha Guilhermina dos Países Baixos abriua estação de bombagem. Foi construída a fim de bombear o excesso de água da Frísia, uma província ao norte da Holanda.

Em 1967, após funcionar com carvão por 47 anos, os aquecedores foram convertidos a fim de funcionarem com óleo diesel. Tem uma capacidade de bombagem de 4,000 m3 por minuto. A estação de bombagem é usada hoje em dia como suplementar à capacidade de bombagem da J.L. Hooglandgemaal em caso de aumento excepcional do nível de água na Frísia;o que acontece apenas algumas vezes ao ano.

Desde 1998 a ir. D.F. Woudagemaal está lista como Patrimônio Mundial da UNESCO.

A estação é aberta a visitação regularmente.

Localização[editar | editar código-fonte]

A estação de bombagem está localizada em Tacozijl nas cercanias de Lemmer.

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]