Estado operário degenerado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na teoria política trotkista, o termo Estado Operário Degenerado tem sido usado desde a década de 1930 para descrever a situação da União Soviética após a consolidação no poder de Joseph Stalin após a morte de Vladimir Lenin em 1924. O termo foi desenvolvido por Leon Trotsky em A Revolução Traída [1] e em outras obras [2] , mas tem suas raízes na própria teoria de Lenin de que a URSS era um Estado Operário com deformações burocráticas [3] .

Veja Também[editar | editar código-fonte]

Degenerescência burocrática

Referências

  1. Leon Trotsky, Revolução Traída Global Editora, Brasil, 1980.
  2. Leon Trotsky, o capítulo "A União Soviética e as tarefas da época de transição" do Programa de Transição, ou o capitulo "Novamente e uma Vez Mais, Sobre a Natureza da URSS" do "Em Defesa do Marxismo", publicação da Editora "Proposta Editorial"
  3. V. I. Lenin, "Sobre os Sindicatos, o Momento Atual e os Erros de Trotsky", 30 de Dezembro de 1920, in V. I. Lenin, Obras, Volume 32, Editorial Vitória Ltda. Rio, novembro de 1961.


Ícone de esboço Este artigo sobre comunismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.