Estetoscópio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estetoscópio

Estetoscópio (do grego στηθοσκόπιο, de στήθος, stéthos - peito and σκοπή, skopé - exame), também chamado de fonendoscópio, é um instrumento utilizado por diversos profissionais, como médicos e enfermeiros, para amplificar sons corporais, entre eles:

Foi desenvolvido pelo médico francês René Laennec, quando trabalhava no Hospital Necker, em Paris, em 1816.

Componentes[editar | editar código-fonte]

  • Olivas auriculares: peças em formato anatômico, que se encaixam ao canal auditivo do examinador.
  • Tubo(s) de condução: haste(s) em forma de Y que permitem a transmissão do som com pouca distorção da campânula ou diafragma aos ouvidos do examinador.
  • Campânula: Peça de contato com o corpo do examinado, com formato de campânula, mais apropriado para percepção de sons graves.
  • Diafragma: Peça de contato com o corpo do examinado, com formato de campânula, mas limitada por uma membrana, mais apropriado para percepção de sons agudos.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estetoscópio

Fontes e referências[editar | editar código-fonte]

  • BLOCH, H. The inventor of the stethoscope: Rene Laennec. Disponível em: O inventor do estetoscópio (em inglês)
  • Biografia de René Laennec (em inglês)
  • WALL, M.L.; TRUPPEL, T.C. Verificação de sinais vitais: aspectos históricos, finalidade, aparelhagem, tipos e componentes IN: NASCIMENTO, S.R.do. Sinais vitais: subsídios para a pratica em saude. Goiânia: AB,2004. pp.13-14.
Ícone de esboço Este artigo sobre Semiologia (médica) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.