Estrófio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Abril de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Na mitologia grega, Estrófio era rei da Fócida, filho de Crisos, e casado com uma irmã de Agamemnon. Em sua corte foi criado Orestes, seu sobrinho, que fugiu da casa materna temendo pela própria vida. Durante este tempo, Orestes e Pílades, seu filho, se tornaram grandes amigos.

Família[editar | editar código-fonte]

Estrófio era filho de Crisos, filho de Foco.[1]

Foco era filho de Éaco e uma nereida,[Nota 1] irmã de Tétis.[2] Seus meio-irmãos, Peleu e Telamon, filhos do casamento de Éaco com Endeis,[2] filha de Sciron, para agradar sua mãe, planejaram assassinar Foco, de forma que parecesse um acidente: durante o pentatlo, Peleu fingiu errar, e atingiu Foco com uma pedra.[3] Peleu e Telamon foram exilados depois disso.[2]

Foco teve dois filhos, Panopeu e Crisus; Panopeu foi o pai de Epeu, o construtor do Cavalo de Troia e Crisos foi o pai de Estrófio, pai de Pilades.[1]

Pausânias propôs a teoria de que foi para vingar a morte de Foco, seu bisavô, que Pilades ajudou Orestes a matar Neoptólemo, neto de Peleu.[3]

Notas e referências

Notas

  1. O nome da mãe de Foco, dado por outros autores, é Psâmate

Referências