Clube de Futebol Estrela da Amadora

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Estrela da Amadora)
Ir para: navegação, pesquisa
Estrela da Amadora
Emblema Estrela da Amadora.jpg
Nome Clube de Futebol Estrela da Amadora
Alcunhas Estrela
Tricolores
Turma da Reboleira
Torcedor/Adepto Estrelista(s)
Fundação 22 de Janeiro de 1932
Estádio Estádio José Gomes,
AMD.png Amadora
Capacidade 9 208
Patrocinador Portugal Continente
Portugal Gelpeixe
Portugal Acoril
Portugal Vigilância Privada
Portugal Cofidis
Portugal Dolce Vita
Material esportivo Portugal Hummel
Portugal Olympic
Portugal Lotto
Portugal Saillev
Portugal Futre
Portugal Tepa
2008/09 11º lugar
2007/08 13º lugar
2006/07 9º lugar
Website www.facebook.com/MagiaTricolor
Kit left arm.png Kit body redwhitegreen.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body.png Kit right arm.png
Kit shorts.png
Kit socks.png
Uniforme
alternativo
editar

O Clube de Futebol Estrela da Amadora foi um clube Português que nasceu em 22 de Janeiro de 1932 e foi extinto em 1 de Março de 2011. Esteve situado na periferia da cidade de Lisboa, no concelho da Amadora. Chegou a ter 20 mil Sócios na década de 90, por fim nos últimos anos ao que se sabe tinha apenas 4 mil Sócios.

O Estrela da Amadora ganhou a Taça de Portugal de 1989/1990, participou nas competições Europeias no ano 1990/1991 Taça das Taças e em 1998 na Intertoto.

Foi considerado pela IFFHS como o 586º melhor clube europeu do século XX.

Em 2011 deu-se a formação do CDE - Clube Desportivo Estrela, por forma a permitir o cumprimento da refundação do Clube de Futebol Estrela da Amadora.

História[editar | editar código-fonte]

Início

Foi fundado a 22 de Janeiro de 1932 por um grupo de sete jovens Amadorenses que partilhavam a paixão pelo futebol, reza a história que um deles, Júlio da Conceição, apontando as estrelas no céu deu a ideia para o nome do clube, o que foi aceite por todos. Apesar das dificuldades iniciais o clube resistiu, tendo feito o seu primeiro jogo contra o Palmense, clube da Palma de Baixo, tendo o Estrela vencido por 2-1, curioso foi o facto dos jogadores Estrelistas terem caminhado até ao estádio do adversário, o que serviu de aquecimento. Mas por graves problemas financeiros o clube acabou.

Equipamento

O primeiro equipamento era um pouco diferente do actual, consistia numa camisola azul com uma risca horizontal verde, calção branco e meias verdes, sendo utilizado até 1951, altura em que o clube foi visitado por duas figuras influentes do Fluminense, clube Brasileiro, do Rio de Janeiro, que ficando agradecidos por terem sido tão bem recebidos, logo que chegaram ao Brasil, enviaram, como oferta, 3 conjuntos de equipamento da sua equipa, tendo os sócios do Estrela decidido adoptar as mesmas cores do Fluminense a partir dessa altura. Mas o clube por problemas financeiros, acabou.

Estádio

Só após 10 anos da sua fundação, o Estrela teve o seu primeiro estádio, que se situava onde agora existe a Igreja Matriz da Amadora, na Venteira, ficando no local até à época de 1957/58, altura em que obteve o terreno na zona da Reboleira para erguer o seu actual estádio, o Estádio José Gomes. O clube também utiliza, como local de treinos, o Complexo Desportivo do Monte da Galega, situado no norte do concelho da Amadora.

Historial

Registado apenas em 1941, nos 37 anos seguintes andou pelas divisões distritais, até que em 1978 subiu à 3ª Divisão Nacional, tendo se estreado no primeiro escalão na época de 1988/1989. Tem como ponto alto alto do seu historial a conquista de uma Taça de Portugal em 1989/90, sob o comando técnico de João Alves, derrotando o Farense na finalíssima por 2-0, após empate a uma bola no primeiro jogo. Com a vitória na taça, garantiu a presença na, já extinta, Taça das Taças, eliminando na 1ª ronda os Suíços do Neuchâtel Xamax, depois de empatar na Reboleira 1-1 (golo do Estrela, por Ricky), o mesmo resultado se verificou em Neuchâtel (Golo do Estrela, por Valério), tendo o Estrela vencido por 4-3 no desempate por penaltis, vitória festejada por milhares de emigrantes Portugueses presentes no estádio e que eram mais do dobro dos Suíços. Chegando a 2ª ronda, calhou em sorte a equipa do RFC Liège, na 1ª mão, em Liège, o Estrela foi derrotado por 2-0, tendo vencido na 2ª mão apenas por 1-0 a equipa Belga (golo do Estrela, por Duilio), chegava assim ao fim a aventura europeia dos Estrelistas. A melhor classificação obtida no primeiro escalão foi um 7º lugar na época de 1997/98.

Na época 2008/2009, embora tenha conseguido a permanência dentro das 4 linhas, ficando num confortável 11º lugar (despromovidos seriam "Os Belenenses" e o Trofense), foi despromovido no lugar dos Belenenses, por motivos financeiros. Esta época foi o inicio de uma grave crise financeira no clube tricolor. Dívidas a fornecedores, funcionários, jogadores, fisco, segurança social, etc. Nesta época, o Sindicato dos Jogadores Profissionais ainda apoiou o clube com 1 mês de salário, não sendo o suficiente para a recuperação do mesmo. A despromoção foi automática para a 2ª Divisão Nacional (equivalente ao 3º escalão do futebol português), pois foram proibidos de participar em provas profissionais (1ª e 2ª liga).

Na época 2009/2010, o Estrela da Amadora começou com o treinador António Veloso (antiga estrela do Benfica e selecção Nacional, e pai do jogador Miguel Veloso). Os resultados não foram os esperados e logo após 2 jornadas, houve chicotada psicológica, sendo substituído por Jorge Paixão, treinador habituado a clubes de pequenas dimensões. Na 1ª eliminatória da Taça de Portugal, o Estrela da Amadora ainda eliminou o Mafra, mas foi desclassificado e atribuída a derrota, pois não tinha pago as inscrições dos jogadores à Federação.

O Estrela vivia a pior fase da sua existência. Vivia de jogadores ex-juniores e de emprestados (principalmente do Sp. Braga e Belenenses). A partir da 3ª jornada, surgiram resultados, chegando ao topo da classificação, vencendo por exemplo, 4-1 ao Atlético Clube de Portugal (um dos principais candidatos à subida). Mas infelizmente recomeçaram os graves problemas financeiros. Salários em atraso, greve dos trabalhadores, falta de tratamento médico, do relvado, do autocarro, etc. Recomeçaram as ameaças de greve dos jogadores e as rescisões, começando uma queda-livre na classificação. O Estrela da Amadora terminou a época em 10º lugar, tendo os seus pontos sido em larga maioria conquistados na 1ª volta.

A 29 de Setembro de 2009, o Tribunal de Sintra declarou o clube insolvente. As dívidas ultrapassavam os 11,5 milhões de euros. Os antigos sócios, treinadores e presidentes de bancada apontam a apropriação do clube para proveitos pessoais e a má gestão da última década como o grande mal de que o clube padeceu. O Estrela fez o seu último jogo de futebol de seniores a 2 de Maio de 2010, já na segunda divisão, zona sul. Estrela da Amadora 0 – 1 Real Massamá.

Em 2010 deu-se a extinção do clube devido aos problemas financeiros. O clube não conseguiu recomeçar como SAD na 2ª divisão distrital, nem participar na 2ª Divisão.

Em 2011 deu-se a formação do CDE - Clube Desportivo Estrela, por forma a permitir o cumprimento da refundação do Clube de Futebol Estrela da Amadora, tendo como principal objectivo o desenvolvimento da Escola de Futebol Tricolor inaugurada em Setembro de 2012, assim como das modalidades: Ténis de Mesa, Esgrima, Pesca Desportiva, Judo, Ginástica e Atletismo.

Em Abril de 2014 foi atingida a marca de 500 sócios do CDE - Clube Desportivo Estrela.

Relação com a cidade

Apesar de estar numa das cidades com mais habitantes do país, a maioria dos adeptos do concelho tem quase sempre como primeiro clube um dos grandes de Lisboa, deixando o Estrela como o segundo clube do coração. Mas nem por isso o clube deixou de ter importância em todo o concelho, funcionando como um elemento importante numa cidade com vários problemas a nivel social, ao longo dos anos quase que se tornou obrigatório para todos os miúdos, sejam ricos ou pobres, tentarem ingressar nas camadas jovens do clube, que têm uma grande tradição a nivel nacional, tendo formado muitos jogadores de elevado nível.

Outras modalidades

Para além do Futebol são também praticadas outras modalidades, como a Esgrima, o Ténis de Mesa e a Pesca Desportiva, tendo também já sido praticado o Futsal. No estádio do Estrela, existe também o famoso Bingo do Estrela da Amadora, uma das melhores casas de Bingo de toda a região de Lisboa.

Claques[editar | editar código-fonte]

A primeira claque de apoio do Estrela da Amadora foram Os Linces, que surgiram nos anos 80. Já no início dos anos 90 aparecem os Ragazzi Tricolor, maior claque que já existiu no clube, que nos tempos áureos chegou a encher todo o topo sul do estádio. Em 1999 surgem os Super Stars, que em 2002 se fundiram com um grupo de adeptos Estrelistas, criando assim a Brigada Tricolor, numa tentativa de reviver os tempos antigos, mas uma série de problemas acabou por ditar o fim da claque em 2005. Como continuidade da Brigada Tricolor foi criada a Legião 1932, mas antes mesmo da fim da Brigada Tricolor, nascia a Magia Tricolor, em 2005, que se iria sobrepor à Legião 1932, que por sua vez foi a claque que mais coreografias fez feitas em casa e fora, sendo uma das claques mais estáveis do clube Tricolor e auto-suspendeu a sua actividade depois do clube fechar portas.

Futebol[editar | editar código-fonte]

Grandes Jogadores que vestiram camisola Tricolor[editar | editar código-fonte]

Taça Portugal 1989/1990[editar | editar código-fonte]

1/32 DE FINAL
Portugal CF Estrela da Amadora Portugal Estoril de Praia 6-2
1/16 DE FINAL
Portugal CF Estrela da Amadora Portugal SC Braga 0-0
Portugal SC Braga Portugal CF Estrela da Amadora 1-1 (8-9 Penaltis)
OITAVOS-DE-FINAL
Portugal FC Marco Portugal CF Estrela da Amadora 0-1
QUARTOS-DE-FINAL
Portugal CF Estrela da Amadora Portugal Tirsense 1-0
MEIAS-FINAIS
Portugal CF Estrela da Amadora Portugal V.Guimarães 1-1
Portugal V.Guimarães Portugal CF Estrela da Amadora 1-2 (a.p)
FINAL
Portugal CF Estrela da Amadora Portugal Farense 1-1
FINALISSIMA
Portugal CF Estrela da Amadora Portugal Farense 2-0


Supertaça Cândido Olivieira 1990[editar | editar código-fonte]

Supertaça
Portugal CF Estrela da Amadora Portugal FC Porto 2-1
Portugal FC Porto Portugal CF Estrela da Amadora 3-0


Competições Europeias[editar | editar código-fonte]

1ª Eliminatória
Portugal CF Estrela da Amadora Suíça Neuchâtel Xamax 1-1
Suíça Neuchâtel Xamax Portugal CF Estrela da Amadora 1-1 (3-4 Penaltis)
2ª Eliminatória
Bélgica RFC Liège Portugal CF Estrela da Amadora 2-0
Portugal CF Estrela da Amadora Bélgica RFC Liège 1-0


3ª Eliminatória
Polónia Ruch Chorzów Portugal CF Estrela da Amadora 1-1
Portugal CF Estrela da Amadora Polónia Ruch Chorzów 1-1 (2-4 Penaltis)


Histórico[editar | editar código-fonte]

Nº Presenças Títulos Melhor marca
Taça das Taças 1 2ª Eliminatória (1990/1991)
Intertoto 1 3ª Eliminatória (1998)
Temporadas na 1ª Divisão/Liga ZON Sagres 16 7º (1993/1994 e 1997/1998)
Temporadas na 2ª Divisão/Segunda Liga 8 1 Campeão (1992/1993)
Temporadas na II Divisão 4 1 Vencedor de Zona (1987/1988)
Temporadas na 3ª Divisão 4 1 Vencedor de Série (1982/1983)
Taça de Portugal 32 1 Vencedor (1989/1990)
Supertaça Cândido Oliveira 1 Vencidos
Taça da Liga 2 Grupos (2008/2009)

Classificações[editar | editar código-fonte]

Escalão 88/89 89/90 90/91 91/92 92/93 93/94 94/95 95/96 96/97 97/98 98/99 99/00 00/01 01/02 02/03 03/04 04/05 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10
Primeira Liga 12º 18º - - 15º 13º 18º - - 18º - 13º 11º
Segunda Liga - - - 11º - - - - - - - - - - - - -
II Divisão-B - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 13º

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • 1 Campeonato da II Liga 1992/1993
  • 1 Taça de Portugal 1989/1990
  • IIªDivisão B - Vencedor de Zona (1987/1988)
  • IIIªDivisão - Vencedor de Série (1982/1983)
  • 1 Taça de Honra AF Lisboa 2ª Divisão (1980/1981)
  • 1 Campeonato AF Lisboa 1ª Divisão (1977/1978)
  • 1 Campeonato AF Lisboa 2ª Divisão (1963/1964)

Presidentes do clube[editar | editar código-fonte]

Treinadores do clube[editar | editar código-fonte]

Camadas Jovens[editar | editar código-fonte]

CF Estrela da Amadora sempre foi considerado umas das melhoras escolas do país a formar jogadores. O Estrela foi uma peça fundamental para o desenvolvimento do desporto da Cidade Amadora. Daqui saíram grandes atletas para grandes clubes a nivel nacional como internacional, motivo de orgulho para todos os tricolores.

Modalidades Amadoras[editar | editar código-fonte]

Futsal[editar | editar código-fonte]

  • Primeira Divisão: 11º Classificado (Desceu divisão no Playout) 2004/2005
  • Segunda Divisão: 12ª Classificado 2005/2006
  • Terceira Divisão: 13º Classificado 2006/2007

Ténis de Mesa[editar | editar código-fonte]

  • 7 Campeonatos Nacionais de Seniores 1ª Divisão (1987/1989/1994/1996/1997/2001/2004)
  • 1 Campeonatos Nacionais de Seniores 2ª Divisão (1983)
  • 2 Campeonatos Nacionais de Seniores 3º Divisão (1980/1982)

Fica aqui uma homenagem a um atleta formado, e um dos melhores jogadores a nivel nacional/internacional do Ténis de Mesa.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]