Estrela do tipo S

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em astronomia, as estrelas do tipo S (oo simplesmente estrelas S) são gigantes vermelhas de tipo espectral S similares às de tipo M, excepto que os óxidos dominantes no seu espectro são os formados por metais do quinto período da tabela periódica (zircónio, ítrio, etc) em vez dos do quarto período (titânio, escândio e vanádio). As estrelas do tipo S apresentam bandas intensas de cianogénio e contêm linhas espectrais de lítio e tecnecio. As estrelas S puras, chamadas também estrelas de zircónio, são aquelas onde as bandas de óxido de zircónio são muito intensas e as de óxido de titânio estão ausentes ou são apenas perceptíveis.

As estrelas SC são intermédias entre as estrelas do tipo S e as estrelas de carbono, mostrando uma relação entre os conteúdos de carbono e oxigénio próxima da unidade.

quase todas as estrelas do tipo S são variáveis de período longo.

Principais estrelas do tipo S[editar | editar código-fonte]

Nome Outra denominação Magnitude aparente Variabilidade
BD Camelopardalis HD 22649 5,11 Estrela simbiótica
Pi¹ Gruis HD 212087 6,14 Variável pulsante
HR Pegasi HD 216672 6,48
Ji Cygni HD 187796 6,80 Estrela variável Mira
V1261 Orionis HD 35155 6,87 Binária eclipsante
R Canis Minoris HD 54300 7,25 Estrela variável Mira
R Andromedae HD 1967 7,39 Estrela variável Mira
V Cancri HD 70276 7,50 Estrela variável Mira
R Lyncis HD 51610 7,56 Estrela variável Mira
R Geminorum HD 53791 7,68 Estrela variável Mira
S Cassiopeiae HD 7769 7,90 Estrela variável Mira

Fonte: Base de dados SIMBAD

Referências[editar | editar código-fonte]