Estrutura e formação das palavras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Morfologia (linguística). (desde dezembro de 2013)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Em nossa língua, os morfemas que contribuem para formar palavras são os seguintes:

Radical[editar | editar código-fonte]

Informa o significado básico da palavra: beb er nobr eza

tempo temporal temporizar temporão Observe que o radical dessas palavras, embora seja o mesmo, pode apresentar pequenas variações. O conjunto de palavras formadas a partir do mesmo radical denomina-se família de palavras ou palavras cognatas.

Afixos[editar | editar código-fonte]

São morfemas que se agregam ao radical modificando seu sentido básico. Quando são colocados antes do radical, chamam-se prefixos; quando são colocados depois do radical, chamam-se sufixos. Veja: en tard ecer prefixo radical sufixo

Desinências[editar | editar código-fonte]

São morfemas colocados após os radicais. Podem ser:

-Nominais: informam o gênero e o número dos nomes:

lind o s

       gênero    número

-Verbais: informam o modo, o tempo, o número e a pessoa dos verbos:

brinda sse mos

          modo e tempo     pessoa e número

Vogal Temática[editar | editar código-fonte]

É a vogal que, nos verbos, une o radical às desinências e indica a conjugação a que eles pertencem. São vogais temáticas:

- a, que indica a 1ª conjugação: cant a mos - e, que indica a 2ª conjugação: faz e ndo - i, que indica a 3ª conjugação: beb i do

Tema[editar | editar código-fonte]

É a parte constituída pelo radical e pela vogal temática:

canta mos faze ndo conduzi a


Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.