Etelbaldo de Wessex

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Etelbaldo
Rei de Wessex
Governo
Reinado 13 de janeiro de 85820 de dezembro de 860
Antecessor Etelvulfo
Sucessor Etelberto
Casa Real Casa de Wessex
Vida
Morte 20 de dezembro de 860
Pai Etelvulfo de Wessex
Mãe Osburga

Etelbaldo de Wessex foi o segundo dos cinco filhos do Rei Etelvulfo, rei de Wessex e de Osburga. [1] Ele foi rei de Wessex desde 858 a 860.[2]

Ele testemunhou cartas de seu pai como sendo filho do Rei nos anos de 840, e em 850 recebe o cargo de  Ealdorman. Em 855 torna-se regente de Wessex, enquanto o seu pai, Etelvulfo, visita Roma [1] . O seu irmão mais velho Etelstano, havia falecido em em 851 ou pouco depois.[3]  O seu irmão mais novo Etelberto tornou-se rei de Kent.[1]

Etelvulfo voltou um ano mais tarde, depois de ter tomado como sua segunda esposa, a filha carolingia de treze anos, do Rei Carlos, o Calvo, Judite.[4] De acordo com Asser, o biógrafo, de Alfredo, durante a ausência de Etelvulfo pode ter havido uma conspiração traçada para evitar o regresso do rei, quer por Etelbaldo, ou por Ealhstan, bispo de Sherborne e Eanwulf, ealdorman de Somerset, ou todos os três. É provável que Etelbaldo estivesse envolvido em tal conspiração devido ao casamento de seu pai com Judite.[2] O casamento com uma princesa franca que tinha a sua própria linhagem real poderia ter produzido herdeiros do trono mais dignos do que Etelbaldo.[1]

Para evitar uma guerra civil, Etelvulfo permitido a Etelbaldo continuar a governar Wessex (ou a parte ocidental de Wessex [2] ), enquanto ele ficava com Kent e as outras partes orientais do reino.[4] Ann Williams data o início do reinado de Etelbaldo em 855, em conjunto com o pai desde a volta de Etelvulfo de Roma em 856, até sua morte, em 858.[5] A ausência do nome de Etelbaldo de todas as moedas durante este período sugere que a cunhagem continuou a ser, em nome de Etelvulfo até à sua morte. Etelbaldo então tornou-se rei de Wessex, enquanto Etelberto novamente se tornou rei de Kent.

O carisma de Judite como uma princesa carolíngia era tão grande que, em vez de perder o prestígio da ligação, Etelbaldo casou-se com ela, apesar da forte oposição clerical, devido ao casamento com uma madrasta viúva ser considerado incestuoso.[6] Pouco se sabe sobre o seu reinado e apenas uma carta sobrevive, testemunhada pelo rei Etelbaldo, pelo rei Etelberto e Judite, sugerindo que ele estava de boas relações com o seu irmão.[1]

Etelbaldomorreu em Sherborne em Dorset a 20 de Dezembro de 860. Asser, que era hostil a Etelbaldo tanto por causa da sua revolta contra seu pai como por causa do seu casamento não canonico, descreveu-o como "iníquo e agarrado", e a seu reinado como "dois anos e meio sem lei ".[7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e Miller, 'Æthelbald'
  2. a b c Nelson, 'Æthelwulf'
  3. Keynes & Lapidge eds, pp. 231–2
  4. a b Stenton, p. 245
  5. Williams, 'Æthelbald'; Williams, 'Æthelwulf'
  6. Ortenberg, pp. 211–212
  7. Keynes & Lapidge eds., pp. 70, 73
Precedido por
Etelvulfo
Rei de Wessex
858 - 860
Sucedido por
Etelberto

Ligações externas[editar | editar código-fonte]