Ethernet bonding

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ethernet bonding, regulado pela norma IEEE 802.3ad com o título link aggregation é uma técnica em redes de computadores usada para o acoplamento de dois ou mais canais Ethernet em paralelo para produzir um único canal de maior velocidade e/ou aumentar a disponibilidade e redundância desse canal.


O protocolo LAG (link aggregation) pode ser realizado com a implementação de redes cabeadas, permite a utilização de múltiplas portas para o aumento da velocidade do link além dos limites nominais de uma única porta, introduz controle de falhas e redundância para a conexão a outro dispositivo que disponha do mesmo recurso de agregação. As portas pertencentes a um grupo LAG devem possuir os mesmos parâmetros de configuração, caso utilizadas com as seguintes funções: STP, QoS, GVRP, VLAN, MAC Address Learning. Seguem as explicações:


1. Portas que estiverem habilitadas as funções GVRP, 802.1Q VLAN, Voice VLAN, STP, QoS, DHCP Snooping e Port Configuration(Speed e Duplex, Flow Control) e que participam de um mesmo grupo LAG, deverão obrigatoriamente possuir as mesmas configurações.


2. Portas que estiverem habilitadas as funções Port Security, Port Mirror, MAC Address Filtering, Static MAC Address Bindinge 802.1X, não poderão ser adicionadas a um grupo LAG.


3. Não é recomendado adicionar portas a um grupo LAG que estejam habilitadas com as funções ARP inspection e DoS Defend. [1]


Ícone de esboço Este artigo sobre redes de computadores é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas falta adicionar a predefinição {{referências}} no final da página