Eugen d'Albert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eugen Francis Charles d'Albert (Glasgow, 10 de abril de 1864 - Riga, 3 de março de 1932) foi um pianista e compositor alemão.

Eugen d Albert.png

Estudou inicialmente sob a orientação de seu pai, e posteriormente ingressou no Royal College of Music em Londres, onde foi aluno de Sullivan e Pauer. Seguiu seus estudos de piano com Liszt em Weimar. Seu imenso talento era evidente. Posteriormente d'Albert seria admirado por Liszt, que chamava-o de "Albertus Magnus". Nascido na Escócia, d'Albert, que pouco falava inglês, adotaria a Alemanha como sua pátria.

Sua ópera Tiefland (Terra-Baixa) representada pela primeira vez em 1903 foi, na época, reconhecida como de mérito indiscutível. Prosseguiu escrevendo óperas: Flauto solo, Die toten Augen, e muitas outras, sendo que a de nº21, Mister Wu (1932), ficou incompleta.

É autor de uma Sinfonia, dois quartetos, dois Concertos para piano, um Concerto para violoncelo, 58 canções e várias obras para piano, entre elas uma Sonata.

D'Albert era concertista de renome, em seu repertório figuravam composições de Beethoven, Chopin, Liszt e Brahms. Interpretou várias vezes a Sonata em Fá menor de Brahms, além de ter sido o solista em apresentações dos dois concertos para piano do mestre de Hamburgo.

Casou-se 6 vezes, tendo sido um destes matrimônios com a pianista venezuelana Teresa Carreño.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Eugen d'Albert
Ícone de esboço Este artigo sobre um compositor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.