Eustrácio de Constantinopla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eustrácio de Constantinopla(em grego: Εὐστράτιος Γαριδᾶς), dito Garidas, foi o patriarca grego ortodoxo de Constantinopla entre 1081 e 1084. Um monge, ele foi elevado ao trono patriarcal por influência da mãe do imperador bizantino Aleixo I Comneno, Ana Dalassena, de quem ele tinha se tornado um conselheiro pessoal[1] Ele era um eunuco.

Vida e obras[editar | editar código-fonte]

Ana Comnena e outros escritores o descrevem como uma pessoa pouco educada e de caráter fraco[2] . Por ser pouco letrado e aparentemente crédulo, ele acabou envolvido no caso de João Ítalo, a quem o seu antecessor, Cosme I tinha condenado por heresia. Aleixo teve que tomar o controle da questão pois Eustrácio, em suas palavras, "permanecia calmo em repouso e preferia a paz e o sossego ao invés das multidões barulhentas, se virando para Deus apenas"[3] .

Durante a guerra contra os normandos, no início do reinado de Aleixo, em 1081-1082, Garidas não lutou contra a expropriação de obras de arte e tesouros consagrados das igrejas da capital para serem derretidos com o objetivo de financiar o exército de Aleixo I. Esta falta de resistência não foi perdoada por Leão de Calcedônia, que procurou derrubá-lo do trono, chegando a acusá-lo, sem evidências, de desviar parte do tesouro expropriado para uso pessoal[4] .

Finalmente acusado de heresia, Eustrácio foi absolvido por uma comissão de inquérito estabelecida por Aleixo em 1084, mas preferiu renunciar.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Eustrácio de Constantinopla
(1081 - 1084)
Precedido por: Cruz ortodoxa.png
Lista dos patriarcas grego ortodoxos de Constantinopla
Sucedido por:
Cosme I 105.º Nicolau III


Referências

  1. Comnena, pp. 108-109.
  2. Buckler, p. 290.
  3. Buckler, p, 290, note 3.
  4. Hussey, p. 148.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Eustrácio (em inglês). Patriarcado Ecumênico de Constantinopla. Página visitada em 23/12/2011.
  • Comnena, Anna. The Alexiad. New York: Penguin, 2003. (em inglês)
  • Hussey, J.M.. The Orthodox Church in the Byzantine Empire. Oxford: University Press, 1986. (em inglês)