Eutelsat 16C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eutelsat 16C
Localização orbital 16° E (16,1° E)
Lançamento 17 de abril de 2000 (14 anos)
Veículo Próton K
Operador FrançaEutelsat
Vida útil 10 anos
Design NPO PM / Alcatel Alenia Space
Cobertura Europa
Oriente Médio
Peso 2.600 kg

O Eutelsat 16C (anteriormente chamado de SESAT 1) é um satélite de comunicação geoestacionário europeu construído pela NPO PM / Alcatel Alenia Space de propriedade da (Eutelsat), com sede em Paris.

História[editar | editar código-fonte]

O satélite era originalmente denominado de SESAT 1. A sua posição de 36 graus leste foi tomada em novembro de 2009 pelo Eutelsat W7. O SESAT 1 foi transferido para a posição orbital[1] .

O SESAT 1 já foi movido para a posição orbital de 16° Leste, para compensar a perda total do Eutelsat W2. O SESAT 1 serve como uma capacidade de backup e operação de controle junto com o EuroBird 16 (ex-Atlantic Bird 4) e o defeituoso Eutelsat W2M, que foi transferido de 3,1° Leste por causa de uma falha no fornecimento de energia[2] .

No dia 1 de março de 2012 a Eutelsat adotou uma nova designação para sua frota de satélites, todos os satélites do grupo assumiram o nome Eutelsat associada à sua posição orbital e uma letra que indica a ordem de chegada nessa posição, então o satélite SESAT 1 foi renomeado para Eutelsat 16C[3] .

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O satélite foi lançado no dia 17 de abril de 2000, abordo de um Próton K a partir da Base de lançamento espacial do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. Ele tinha uma massa de lançamento de 2.600 e sua vida útil estimada é de 10 anos.

Capacidade e cobertura[editar | editar código-fonte]

O Eutelsat 16C é equipado com 18 transponders em banda Ku para fornecer acesso à Internet de alta velocidade, transmissão de dados de alto volume, transmissão de vídeo, mensagens e serviços de posicionamento para Europa e Oriente Médio.[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências