Evaristo de Moraes Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Evaristo de Moraes Filho Academia Brasileira de Letras
Nascimento 5 de julho de 1914 (99 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Advogado

Evaristo de Moraes Filho (Rio de Janeiro, 5 de julho de 1914) é um advogado brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Quinto ocupante da Cadeira 40 da Academia Brasileira de Letras, eleito em 15 de março de 1984, na sucessão de Alceu Amoroso Lima e recebido em 4 de outubro de 1984 pelo Acadêmico Josué Montello.

Evaristo de Moraes Filho nasceu no antigo Distrito Federal em 5 de julho de 1914, filho de Antônio Evaristo de Moraes e Flávia Dias de Moraes. Casado com Hileda Flores de Moraes, tem o casal dois filhos: Regina Lúcia de Moraes Morel e Antônio Carlos Flores de Moraes.

Ingressou na Faculdade de Direito, da Universidade do Rio de Janeiro, mais tarde Universidade do Brasil e, atualmente, Universidade Federal do Rio de Janeiro (1933). Curso de Extensão Universitária de Sociologia, da mesma Universidade, com o Prof. Pontes de Miranda (1933).

Era meio-irmão do também advogado, Antônio Evaristo de Moraes Filho.

Cargos e formação[editar | editar código-fonte]

Chefe da Seção de Filosofia da revista oficial do corpo discente da Faculdade, A Época (1935-37).

Curso de Extensão Universitária de Psicologia, da mesma Universidade, com o Prof. Euryalo Canabrava (1937).

Formatura de Bacharel em Direito pela mesma Faculdade (3-12-1937).

Ingresso na recém-criada Faculdade Nacional de Filosofia (1939).

Curso de Extensão Universitária de Filosofia da Educação, da Universidade do Brasil, com os Profs. Lourenço Filho, Carneiro Leão, Padre Penido, Raul Bittencourt, A. Vieira Pinto (1949). Licenciatura, em 1.° lugar, de Filosofia, na mesma Faculdade (1949).

Curso de Extensão Universitária de Sociologia, da Universidade do Brasil, com o Prof. Georges Gurvitch (1952).

Doutor em Direito (1953).

Doutor em Ciências Sociais (1955).

A Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, com sede em Brasília, instituiu, em 1998, o Prêmio Evaristo de Moraes Filho, destinado ao melhor arrazoado forense no âmbito do Ministério Público do Trabalho, em função dos relevantes trabalhos prestados pelo jurista ao Ministério Público do trabalho. Foi concedido, pela primeira vez, em 1999.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Alceu Amoroso Lima
Lorbeerkranz.png ABL - quinto acadêmico da cadeira 40
1984 — atualidade
Sucedido por
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.