Evolução dos insetos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

No período Siluriano (Era Paleozoica), há 440 milhões de anos, têm-se as primeiras evidências de vida no meio terrestre, incluindo alguns artrópodes. Mas pode-se afirmar com certeza que os primeiros insetos terrestres surgiram no período Devoniano (Era Paleozoica), há aproximadamente 410 milhões de anos.

Ao longo de seu processo evolutivo, os insetos desenvolveram uma enorme gama de características peculiares, tal como ilustra a sequência de fotos acima.

O estudo da evolução dos insetos, abarcado em partes pela paleoentomologia, dedica-se à análise do processo evolutivo pelo qual os animais da ordem dos insetos passaram ao longo de sua existência no planeta Terra.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre insetos, integrado no Projeto Artrópodes é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Evolução das asas dos Insetos Existem duas hipóteses, a primeira e mais aceita afirma que as asas evoluíram a partir de estruturas chamadas lobos paranotais, que são prolongamentos que existiam nas laterais do tórax de insetos primitivos . No decorrer do processo evolutivo essas projeções passaram a ser usadas para planar dando assim certa vantagem competitiva a esses insetos. Com o passar do tempo ocorreu a evolução das asas como as conhecemos hoje. No entanto o registro fóssil é muito pobre e são conhecidas pouquíssimas formas intermediárias. A segunda teoria ( menos aceita), diz que as asas evoluíram a partir de prolongamentos de brânquias existentes no tórax de insetos aquáticos primitivos. Existem poucas evidencias a favor desta teoria.