Ewelina Hańska

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de Ewelina Hańska por Holz Sowgen, c. 1825

Condessa Ewelina Hańska, née Rzewuska, às vezes aportuguesado como Eveline Hanska[1] (6 de janeiro de 180110 de abril de 1882), foi uma fidalga (szlachta) polonesa, conhecida por seu caso amoroso com Honoré de Balzac, com quem veio se casar cinco meses antes do escritor francês falecer.

Eveline nasceu na cidade de Pohrebyszcze (atual Pohrebysche, na Ucrânia). Era irmã de Henryk Rzewuski. Casou-se com Wacław Hański, nobre latifundiário, que era 20 anos mais velho que ela. Após sua morte tornou-se esposa do romancista Honoré de Balzac em 1850.

O primeiro encontro de ambos se deu em 1833, e desde então eles se correspondiam regularmente. Em 1841, Henryk morreu, e em 1843 Balzac viajou a São Petesburgo para conhecê-la. Fizeram várias viagens acompanhados (Alemanha, Bélgica, Itália). Em 1846, ela teve uma criança natimorta. Em 1847, viajaram pela Ucrânia e em seguida Balzac retornou a Paris em 1848. Ele retornou a Ucrânia um ano depois e finalmente pôde se casar com a condessa, em 14 de março de 1850. Honoré de Balzac morreu cinco meses depois, em 18 de agosto, em Paris.

Referências

  1. Grande Enciclopédia Larousse Cultural, Vol. 3, "Balzac", p.613. Editora Nova Cultural. ISBN 85-13-00757-9

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Lettres à l'Étrangère, t. 1-5 1899-1960 (Cartas de amor)
  • Cronin, Vincent. Four Women in Pursuit of an Ideal. London: Collins, 1965; também publicado como The Romantic Way. Boston: Houghton Mifflin, 1966.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ewelina Hańska
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.