Exenteração pélvica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Exenteração pélvica (ou evisceração pélvica) é o tratamento cirúrgico radical que remove a bexiga urinária, uretra, vagina, cérvice, útero, tubas uterinas, ovários, reto, ânus, e em alguns casos, a vulva.

O procedimento deixa o paciente com uma colostomia permanente, no qual o conteúdo intestinal é drenado em uma bolsa que é fixada no lado esquerdo do abdômen. A bexiga urinária é reconstruída a partir de uma porção do intestino para proporcionar um reservatório que se esvazia em uma bolsa no abdômen.

Indicações[editar | editar código-fonte]

A exenteração pélvica é mais comumente usada em casos avançados ou recidivantes de câncer cervical, câncer vaginal e câncer vulvar.