Exercício aeróbico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde novembro de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O exercício aeróbico é aquele que refere-se ao uso de oxigênio no processo de geração de energia dos músculos. Esse tipo de exercício trabalha uma grande quantidade de grupos musculares de forma rítmica. Andar, correr, nadar e pedalar , são alguns dos principais exemplos de exercícios aeróbicos.

Os exercícios aeróbicos típicos são contínuos e prolongados, realizados com movimentos muito rápidos. Esta categoria de exercício, é a que traz mais benefícios ao organismo, diminuindo a chance de doenças cardiovasculares e melhorando qualidade e expectativa de vida, pois somente os exercícios aeróbicos de longa duração queimam as reservas de gordura do corpo humano.

Como o exercício aeróbico atua na queima de gorduras[editar | editar código-fonte]

Quando se pratica exercícios aeróbicos, ocorre que as células musculares consomem mais oxigênio para produzir energia. Comparando com o exercício anaeróbico, que são de maior intensidade e de menor duração ocorre que, neste caso, nos primeiros segundos o organismo quebra o ATP (molécula que armazena energia) que existe em estoque dentro das células musculares e só depois passa a transformar a glicose existente no corpo em ATP para poder continuar a usá-la. Em exercícios aeróbicos, que são de menos intensidade porém de grande duração, o corpo irá exigir muito mais energia porém terá mais tempo para produzi-la. Neste caso a glicose se transforma em ácido pirúvico que entra na mitocôndria (uma estrutura da célula) e produz a enzima Aacetil-coA que por fim reage com o oxigênio da respiração e produz em torno de dezoito vezes mais ATP do que os exercícios anaeróbicos. Mas, como a glicose é uma substância vital para o funcionamento do cérebro, o corpo evita utilizá-la em grande quantidade e então passa a utilizar as moléculas de gordura no lugar da glicose para produzir energia. Por isso, o exercício aeróbico consome não só a gordura dos músculos como também a de outras partes do corpo. E assim é feito o esquema dos músculos.

Benefícios para a saúde[editar | editar código-fonte]

Entre os benefícios para a saúde de fazer regularmente exercícios aeróbicos estão:

  • Fortalecimento dos músculos envolvidos na respiração.
  • Fortalecimento e aumento do músculo cardíaco.
  • Tonificação da musculatura.
  • Diminuição da pressão arterial.
  • Elevação do número de células vermelhas do sangue.
  • Melhoria da circulação sanguínea.
  • Elevação das reservas de energia nos músculos, o que aumenta a resistência.
  • Aumento do fluxo sanguíneo nos músculos.

Benefícios dos exercícios[editar | editar código-fonte]

AUMENTANDO O METABOLISMO

Algumas pessoas erroneamente acreditam que exercícios não valem a pena o esforço por causa do pequeno número de calorias gastas. Por exemplo, andar queima aproximadamente 5 calorias por minuto. Devido ao fato de ter 7700 calorias em um quilo de gordura, iria parecer que você teria que andar 25 horas e 36 minutos para perder 1 quilo de gordura.

Porém a verdade é que mesmo os exercícios moderados aumentam seu metabolismo (queimando calorias) 3 a 8 vezes, durante horas depois do exercício. O efeito residual do exercício, e não o próprio exercício, é o maior responsável pela queima de calorias.

MANTENDO OS MÚSCULOS ATIVOS

Já que cada quilo de músculo requer 110-220 calorias para se sustentar e que a gordura é queimada quase que exclusivamente nos músculos, manter seus músculos torna-se crucial se você deseja perder gordura.

Os exercícios requerem que você use seus músculos, o que te permite manter (ou ainda aumentar) a quantidade de massa muscular que você tem. Não fazendo exercício, você irá perder massa muscular e reduzir sua habilidade de queimar gordura.

Lembre-se que exercícios podem lhe permitir aumentar sua massa muscular ao mesmo tempo em que você está perdendo gordura, e seu peso pode não alterar. Você irá aproveitar todos os benefícios (visuais e de saúde) de uma melhor proporção gordura/músculo, e é isso o que importa.

AUMENTANDO AS ENZIMAS QUE OXIDAM GORDURAS

Você não pode perder gordura sem que a queime em seus músculos. Os músculos tem enzimas muito específicas que queimam apenas gordura.

Pesquisas demonstram que pessoas que se exercitam regularmente tem muito mais enzimas que queimam gordura nos músculos do que pessoas que não se exercitam.

Em outras palavras, os exercícios aumentam a habilidade do corpo queimar gordura mais eficientemente. Isto significa que quanto mais você se exercitar, quanto mais você usar seus músculos, mais enzimas que queimam gordura seus músculos irão desenvolver para queimar mais gordura.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]