Experiência religiosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde agosto de 2014). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Experiência religiosa ou experiência mística é uma experiência subjetiva em que um indivíduo diz ter tido um encontro ou uma união com uma entidade divina, ou ter tido contato com uma realidade transcendental. Muitas tradições religiosas e místicas veem a experiência religiosa como um encontro direto com Deus, deuses ou contato com outras realidades[1] e a visão científica normalmente afirma que a experiência religiosa é um experiência normal do cérebro humano que evoluiu em algum momento durante o curso da evolução do cérebro.[2]

Diagrama de uma experiência religiosa (4) ilustrando suas causas (1-características mentais e formação intelectual do indivíduo, 2-técnicas religiosas e 3-elementos psicoativos) e efeitos (5-mudanças na personalidade, redação de descrições da experiência)

A experiência religiosa, com suas características comuns, tem diferentes nomes em diferentes culturas, como:

A gravura de Flammarion é usada pelos gnósticos para ilustrar a experiência religiosa, que consegue driblar as limitações do materialismo

Ponto de vista religioso sobre a experiência religiosa[editar | editar código-fonte]

Cristianismo místico[editar | editar código-fonte]

Cristianismo místico é a vertente mística do cristianismo.

O cristianismo místico ensina verdades espirituais inacessíveis por meio do intelecto apenas. Essas verdades são aprendidas por várias técnicas de meditação e oração, como a oração contemplativa, oração da união, lectio divina, oração de quietude e a oração de Jesus.

A Bíblia possui diversas passagens que se relacionam com o misticismo e seu objetivo máximo: o encontro com Deus e consequentemente consigo mesmo.

Cabala[editar | editar código-fonte]

Cabala é um sistema religioso-filosófico que investiga a natureza divina. É a vertente mística do judaísmo. Segundo a cabala, Yehidah é o mais alto nível da alma, pelo qual o homem pode atingir a união máxima com Deus. A Cabala ensina várias técnicas de contemplação e meditação para o ser humano alcançar a união com Deus.

Sufismo[editar | editar código-fonte]

O sufismo, também conhecido por tasawwuf, é a corrente mística e contempelativa do islão. Muçulmanos acreditam que eles estão no caminho para Deus, e também acreditam que eles vão ficar perto de Deus no paraíso depois da morte. Sufistas também acreditam que é possível ficar perto de Deus, e ter a experiência de ficar perto Dele ainda em vida. Os praticantes do sufismo, conhecidos como sufis ou sufistas, procuram uma relação directa com Deus através de cânticos, música e danças. É uma filosofia de autoconhecimento e contato com o divino através de práticas meditativas, retiros espirituais, danças, poesia e música. Os sufis acreditam que Deus é amoroso e o contato com ele pode ser alcançado pelos homens através de uma união mística.

Características comuns em experiências religiosas[editar | editar código-fonte]

  • Inefabilidade - a experiência não pode ser adequadamente ser colocada em palavras;
  • Noético: o indivíduo sente que ele aprendeu alguma coisa de valor da experiência;
  • União: sentimento de união com tudo no universo;
  • Inexistência do espaço e tempo: a experiência causa a sensação de que não existe mais tempo e espaço;
  • Sagrado: a experiência cria a sensação de que tudo é sagrado e divino;
  • União: sentimento de união, encontro com Deus ou alguma força maior que o indivíduo. [4]
  • Outra Realidade: sentimento de que uma nova realidade ou a realidade definitiva foi revelada a ele.
    • Realidade Divina
    • Consciência do absoluto
  • Sensações Positivas: a experiência é bem prazerosa e causa sentimento profundamente positivo;
  • Efemeridade: a experiência é temporária; o indivíduo rapidamente volta ao estado normal da mente;
  • Passiva: a experiência acontece para o indivíduo quase sem o seu controle. Apesar de haver técnicas, como a meditação, que podem gerar experiências religiosas, as experiências religiosas não são coisas que podem ser interrompidas quando se bem entender.

Causas de experiências religiosas[editar | editar código-fonte]

Os processos e técnicas de se ter uma experiência religiosa têm diferentes nomes dependendo da religião ou filosofia, como por exemplo:

Meditação

Causas passivas[editar | editar código-fonte]

Causas Ativas[editar | editar código-fonte]

Padrão cerebral nas experiências místicas[editar | editar código-fonte]

Durante as experiências místicas, o cérebro emite ondas mentais de menor frequência (ondas teta e delta), típicas de estados de relaxamento mental.[25]

Referências

  1. The Argument from Religious Experience Philosophyofreligion.info.
  2. God on the brain (em inglês) BBC.co.uk.
  3. Pure Consciousness/Mystical Experiences Sawka.com.
  4. 'What it's about : Religious Experience and spirituality today' University of Wales Lampeter (Acessado em 11 de julho de 2006)
  5. Katie, Byron. Loving What Is page xi ISBN 1-4000-4537-1
  6. "God on the Brain" http://news.bbc.co.uk (Acessado em 20 de março de 2003)
  7. My Stroke of Insight Ted.com. Visitado em 2 de julho de 2008).
  8. Moody, Raymond. Life After Life ISBN 0-06-251739-2
  9. "Divining the brain" Salon.com (Acessado em 20 de setembro de 2006)
  10. Rinzai e Soto são as principais escolas de Zen no Japão; ambas tiveram origem na China como as escolas Linji e Caodong, respectivamente
  11. "Exploring the biology of religious experience" NRC online
  12. Oração de quietude Carmeloguarda.carmelitas.pt.
  13. Prayer of union Sacred-texts.com.
  14. "The Emotional Effects of Music on Religious Experience: A Study of the Pentecostal-Charismatic Style of Music and Worship" Sage Journals
  15. "ufis seek ultimate religious experience through mystic trances or altered states of consciousness, often induced through twirling dances" Sufism: New Age Spirituality Dictionary
  16. "Self-inflicted Pain in Religious Experience" www.faithfaq.com (Acessado em 11 de julho de 2006)
  17. Deida, David. Finding God Through Sex ISBN 1-59179-273-8
  18. "Psychedelics and Religious Experience" Alan Watts http://deoxy.org/ (Acessado em 11 de julho de 2006)
  19. "Those who think of the salvia experience in religious, spiritual, or mystical terms may speak of such things as enlightenment, satori, and cleansing the doors of perception." sagewisdom.org (Acessado em 26 de agosto de 2007)
  20. "A Note on the Safety of Peyote when Used Religiously" www.csp.org Council on Spiritual Practices ( Acessado em 11 de julho de 2006)
  21. "Drug's Mystical Properties Confirmed" www.washingtonpost.com (Acessado em 11 de julho de 2006)
  22. "The Psychology of Religion: An Empirical Approach" Conuncil on Spiritual Practices (Acessado em 11 de julho de 2006)
  23. God On The Brain (em inglês) BBC.co.uk.
  24. God Helmet Shaktitechnology.com.
  25. Vya estelar. Disponível em http://www2.uol.com.br/vyaestelar/ondas_alfa.htm. Acesso em 1 de outubro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikilivros
O Wikilivros tem um livro chamado Experiência religiosa