Extinção do Cambriano-Ordoviciano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A extinção do Cambriano-Ordoviciano foi uma extinção em massa ocorrida há aproximadamente 488 milhões de anos. Foi, em termos, o primeiro evento de extinção em larga escala ocorrido no planeta. A grande maioria das espécies de braquiópodes, conodontes e equinodermos da época foram extintas e o número de espécies de trilobitas foi drasticamente reduzido, nautilóides também foram severamente afetados. A extinção do Cambriano-Ordoviciano marcou o fim do período Cambriano e iniciou o período Ordoviciano.

Teorias[editar | editar código-fonte]

Existem duas teorias que tentam explicar as causas da extinção do Cambriano-Ordoviciano, uma defende que a Terra passou por um período de glaciação e a outra diz que houve drástica diminuição do nível de oxigênio nos oceanos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.