Extração de areia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Outubro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde Fevereiro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


As atividades de extração de areia são de grande importância para o desenvolvimento social, mas igualmente responsáveis por impactos ambientais negativos, alguns inclusive irreversíveis.

Nesse sentido o objetivo central é avaliar qualitativamente os impactos ambientais decorrentes desse tipo de empreendimento. A principal conclusão é que embora a extração de areia seja necessária, ela deve ser feita de maneira a minimizar os impactos ambientais, tais impactos causados ao meio-ambiente podem ser recuperados por meio da revegetação de área degradadas, através do plantio de mudas de árvores, preferencialmente, nativas no entorno das cavas de areia. A vegetação é de suma importância, pois protege o solo dos danos causados pela exposição ao sol e às chuvas, evitando a sua degradação.

Impactos

A extração de areia ocasiona uma série de impactos ambientais e de vizinhança. Entre eles está a supressão da vegetação, a alteração do solo e o afugentamento de animais. Os mais preocupantes, no caso de Piraquara, são a possibilidade de contaminação da água por graxas e óleos das máquinas ou por substâncias do próprio solo que são revolvidas e a alteração de lençóis freáticos.