Exu Veludo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde janeiro de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Segundo algumas histórias, vem das costas orientais da África, era swahili (negro arabizado). Usa um turbante na cabeça, e lindos tecidos de veludo trazidos de oriente, que lhe valeram o apelido na Kimbanda de "veludo" Dado a sua forma luxuosa de se vestir, no estilo muçulmano, muitos que viram seu tipo de apresentação através da mediunidade, o confundiram com um cigano e o associaram com os mesmos. Isto não significa que não trabalhe com os ciganos, ao contrário, tem inclusive uma passagem ou caminho que se apresenta como um.

Tem muitos conhecimentos sobre feitiços que se fazem utilizando panos, tigelas, agulhas, pembas e outros ingredientes. Abre os caminhos e limpa trabalhos negativos feitos nos cemitérios. Gosta de um bom whisky e grossos charutos.

Algumas espécies de Exu Veludo[editar | editar código-fonte]

  • Exu Veludo da Meia Noite
  • Exu Veludo Cigano
  • Exu Veludo 7 Encruzilhadas
  • Exu Veludo Menino (Veludinho)
  • Exu Veludo dos 7 Cruzeiros
  • Exu Veludo das Almas
  • Exu Veludo dos Infernos
  • Exu Veludo da Kalunga
  • Exu Veludo da Praia
  • Exu Veludo do Oriente
  • Exu Veludo Sigatana
  • Exu Veludo do Lixo
  • Exu Veludo Negro

Referência[editar | editar código-fonte]

  • BITTENCOURT, José Maria. No reino dos exus. Ed. Pallas.