Ezequiel Miralles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ezequiel Miralles
Ezequiel Miralles.jpg
Informações pessoais
Nome completo Ezequiel Rodrigo Miralles Sabugo
Data de nasc. 21 de julho de 1983 (30 anos)
Local de nasc. Bahía Blanca,  Argentina
Altura 1,76 m
Destro
Apelido El Súper Mirage
Informações profissionais
Clube atual Argentina Olimpo
Número 11
Posição Atacante
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
2002
20032004
20042005
20052006
20062007
2007
20082009
20102011
20112012
2012-2013
2013
2014-
Argentina Quilmes
Argentina Huracán-TA
Argentina Ferro Carril Oeste
Argentina Defensa y Justicia
Argentina Racing Club
Argentina Talleres
Chile Everton
Chile Colo-Colo
Brasil Grêmio
Brasil Santos
México Atlante
Argentina Olimpo
0000 0000(0)
0024 0000(3)
0030 0000(6)
0025 0000(6)
0006 0000(0)
0011 0000(3)
0052 000(25)
0051 000(32)
0024 0000(5)
0034 000(12)
0010 0000(1)
0000 0000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 7 de fevereiro de 2014.


Ezequiel Nicolás Miralles Sabugo, mais conhecido como Ezequiel Miralles ou simplesmente Miralles (Bahía Blanca, 21 de Julho de 1983), é um futebolista argentino que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Olimpo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Em 2008, Miralles foi contratado pelo Everton por dois anos e venceu o Campeonato Chileno de 2008 (Apertura).

Colo Colo[editar | editar código-fonte]

Após o excelente campeonato com Everton na Libertadores é vendido em novembro de 2009 para o Colo Colo para jogar o campeonato Clausura, tornando-se mais caro na transação do futebol chileno internamente. Na sua estréia 2 gols que Miralles marcou no Rangers. Em 27 setembro de 2009 fez o seu primeiro hat-trick pelo clube do Colo-Colo contra Ñublense. Foi uma das figuras de sua equipe conseguiu o título Clausura, que foi um campeonato sofrido, por críticas de jogadores e seu treinador dos fãs e da imprensa, Miralles foi o melhor marcador da sua equipa com 11 gols, sendo desses 11 muitos gols importantes.

2010 era bastante incomum para a frente, mesmo antes da Copa do Mundo, em junho foi a figura do torneio e um dos artilheiros, mas mais tarde, após a lesão, não pode retornar ao seu ritmo ou espera ou de futebol, perdendo opções e ir para o campeonato brasileiro mexicana.

Em 1 de março de 2011, fez história no Colo-Colo objetivo marcando 300 equipe na Copa Libertadores.

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Depois de boas atuações na Taça Libertadores de 2011 pelo time chileno Colo Colo, o atacante foi visado por alguns times brasileiros, dentre eles Santos, de São Paulo, e Grêmio.

Após algumas especulações, houve um acerto entre o jogador e o time porto-alegrense. A transação girou em torno de U$ 2,3 milhões (R$ 4,2 milhões) pagos ao Colo-Colo, que detinha seu passe. Seu primeiro gol foi contra o América Mineiro, nesse mesmo jogo ele foi expulso. Após uma série de problemas relacionados ao seu comportamento nos treinos e as constantes ausências nas relações de Celso Roth, recebeu uma chance contra o Flamengo, jogo em que marcou seu segundo gol pelo Grêmio, que foi eleito o gol mais bonito da rodada no campeonato brasileiro, quarto gol gremista na virada por quatro a dois no reencontro de Ronaldinho Gaúcho com o Olímpico. Este mesmo gol foi eleito o mais bonito do Grêmio na temporada 2011.

Após um ano de incertezas quanto ao seu aproveitamento no Brasileirão 2011 e atritos com o então treinador, Celso Roth, Miralles decidiu, em conjunto com o empresário, familiares e amigos, permanecer no clube gaúcho. A mudança de sua atitude foi motivada ao saber que o novo técnico, Caio Júnior, havia pedido para a direção do Grêmio manter o atleta para a temporada 2012. Durante esse processo, clubes do México, Brasil e Chile sondaram a situação de Miralles para contratá-lo. Após estrear como titular na primeira partida do time em 2012, Miralles retornou novamente para a reserva e acabou não sendo mais utilizado por Caio Júnior, que também alegou falta de empenho do argentino nos treinamentos. Em fevereiro de 2012 o Grêmio anunciou a contratação de Vanderlei Luxemburgo, que chegou ao clube com o proposito de leva-lo a libertadores e disse que para isso contava com Miralles. Depois de algumas avaliações e conversas com o atual técnico, Miralles recebeu mais uma chance na equipe em partida válida pelo campeonato gaúcho, novamente contra o Caxias, jogo no qual marcou mais um golaço, muito parecido com o que havia marcado contra o Flamengo do mesmo Luxemburgo em 2011. Com as lesões dos então titulares Kléber e Marcelo Moreno, Miralles foi sendo testado em varias formações no ataque e chegou a ser titular em algumas partidas da copa do Brasil, correspondendo muito bem as expectativas com gols e boas atuações. No entanto após o retorno do titulares e mesmo em boa fase, retornou para o banco de reservas, o que acabou selando de vez o seu desgosto com a direção do clube e que o levou a pedir para deixar o elenco após a partida contra o Atlético Mineiro válida pelo campeonato brasileiro de 2012, na qual não foi nem relacionado para o banco de reservas.

Santos[editar | editar código-fonte]

Em 6 de julho de 2012, Miralles foi envolvido em uma troca com o meio-campista Elano[1] [2] . O atacante argentino era um sonho antigo do técnico Muricy Ramalho, que inclusive havia solicitado à diretoria do Santos FC a sua contratação logo após a Libertadores 2011, porém na época a negociação não obteve sucesso e o atacante acabou indo para o Grêmio. No dia 14 de outubro de 2012, em partida válida pela 30ª rodada do Brasileirão 2012, Miralles marcou dois gols contra o Vasco e em 18 de outubro, voltou a marcar novamente, desta vez contra o Atlético Mineiro, na Vila Belmiro, sendo este o gol mais rápido do Brasileirão 2012, aos 19 segundos do primeiro tempo.[3] [4]

Apesar de reserva de André, Miralles iniciou 2013 ameaçando a posição de seu concorrente: na estreia do Paulistão, contra o São Bernardo Futebol Clube, deixou sua marca na vitória de 3 a 1, assim como na rodada seguinte, diante do Botafogo de Ribeirão, quando fechou a goleada de 3 a 0 do Peixe. O jogador, dessa maneira, sem deixar a modéstia de lado, afirmou que "aos poucos, a titularidade vai chegar".[5] [6]

Na rodada seguinte, no clássico diante do São Paulo, Miralles acabou escalado como titular e, junto com Neymar, foi o grande nome do jogo, ao marcar dois gols dos 3 a 1 que decretaram a vitória alvinegra.[7]

Atlante[editar | editar código-fonte]

Com poucas chances no Santos, acertou com o Club de Fútbol Atlante do México.

Olimpo[editar | editar código-fonte]

Jogará a temporada 2014 pelo Olimpo, de sua cidade, Bahía Blanca.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 22 de setembro de 2012.[8] [9]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
internacionais¹
Outras
competições²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Chile Everton
2008
35
17
0
0
0
0
0
0
35
17
2009
17
8
0
0
6
2
0
0
23
10
Total 52 25 0 0 6 2 0 0 58 27
Chile Colo-Colo
2009
16
11
0
0
0
0
0
0
16
11
2010
22
14
0
0
6
3
0
0
28
17
2011
13
7
0
0
6
3
0
0
19
10
Total 51 32 0 0 12 6 0 0 63 38
Brasil Grêmio
2011
19
2
0
0
0
0
0
0
19
2
2012
5
1
5
2
0
0
5
1
15
4
Total 24 3 5 2 0 0 5 1 34 6
Brasil Santos
2012
15
7
0
0
2
0
0
0
17
7
2013
0
0
0
0
0
0
7
6
7
6
Total 15 7 0 0 2 0 7 7 24 14
Total na Carreira 142 66 5 2 20 8 12 8 179 82

¹Inclui jogos e gols da Copa Libertadores, Copa Sul-Americana e Recopa Sul-Americana.
²Inclui jogos e gols do Campeonato Gaúcho, Campeonato Paulista e jogos amistosos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Everton
Colo-Colo
Santos

Referências