Ezeritas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ezeritas (em grego clássico: Ἐζερῖται; transl.: Ezeritai) é o nome de uma tribo eslava que se assentou na região da Grécia meridional na Idade Média.

História[editar | editar código-fonte]

Eslavos meridionais (esclavenos) se assentaram por toda a região dos Balcãs após o colapso da defesa bizantina na fronteira do rio Danúbio no início do século VII, com alguns grupos chegando até a região do Peloponeso.[1] Destes, apenas dois grupos são conhecidos pelo nome através de fontes posteriores, os ezeritas e os melingos, ambos tendo se assentado nas encostas do monte Taigetos. Os ezeritas aparentemente se fixaram numa região conhecida como Helos (grego para "pântano"), de onde o nome da tribo deriva (ezero em eslavo meridional significa "lago").[2]

Os ezeritas foram mencionados na "De Administrando Imperio", do imperador bizantino Constantino VII Porfirogênito (r. 945–959), que relata que eles pagaram um tributo de 300 nomismata de ouro. Constantino conta ainda que eles se rebelaram juntamente com os melingos durante o reinado de Romano I Lecapeno (r. 920–945), mas foram derrotados e obrigados a pagar o tributo em dobro por conta disso. Eles não são mais mencionados, exceto por uma referência a um "bispado de Ezera" na região, datando de 1340.[3]

Referências

  1. Kazhdan 1991, p. 1620; 1917
  2. Kazhdan 1991, p. 772; 1334
  3. Kazhdan 1991, p. 772

Bibliografia[editar | editar código-fonte]