Fávila das Astúrias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fávila das Astúrias
Rei de Astúrias
Favila.JPG
Fávila, Rei das Astúrias
Governo
Reinado 737 - 739
Consorte Froiluba
Antecessor Pelágio das Astúrias
Sucessor Afonso I
Dinastia Dinastia Asturo-Leonesa
Vida
Nascimento  ?
Astúrias Astúrias
Morte 739
Astúrias Cangas de Onis , Asturias
Sepultamento Igreja de Santa Cruz de Cangas de Onis, Cangas de Onis
Filhos Favinia
Pai Pelágio
Mãe Gaudiosa

Fávila (Favilac ou Fafila) foi Rei das Astúrias de 737 a 739.

Foi, supostamente, morto por um urso, mas note-se que também se diz o mesmo sobre Pelágio, seu pai, o que é muito pouco provável. O mais provável seja o assassinato político, já que a sua morte permitiu proclamar-se Afonso I como Duque da Cantábria, entretanto casado com a irmã de Fávila, Ermesinda, instituindo pela primeira vez o Reino das Astúrias.

Iluminura do século XVI, representando um urso a atacar Fávila.

Foi enterrado pela sua esposa Froleba em Cangas de Onís. Governou durante 2 anos e 6 meses.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BRANDÃO, Frei António, Monarquia Lusitana, Parte Terceira, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1973, págs. 129-137.
Precedido por
Pelágio
Rei das Astúrias
737 - 739
Sucedido por
Afonso I
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.