Factotum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Factotum
Autor (es) Charles Bukowski
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Género Realismo sujo
Editora Black Sparrow Books
Lançamento 1975
Páginas 208
Edição portuguesa
Edição brasileira
Tradução Pedro Gonzaga[1]
Editora L&PM
Lançamento 2007
Páginas 184
ISBN 8525416614
Cronologia
Último
Último
Post Office
Mulheres (livro)
Próximo
Próximo

Factotum é o segundo Romance escrito pelo escritor Charles Bukowski, publicado em 1975 pela editora Black Sparrow Books nos Estados Unidos, em 2007 pela L&PM Editores no Brasil.[1]

O livro[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Henry Chinaski, considerado 'inapto para o serviço militar', alcoólatra, sem emprego, sem profissão, cruza os Estados Unidos arranjando 'bicos' e trabalhos temporários para a subsistência, enquanto se dedica a sua grande paixão: escrever. Em meio a bebedeiras, romances, sexo, brigas e cartas de rejeição, Henry Chinaski tenta ser publicado.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Henry Chinaski representa o alter ego do próprio Charles Bukowski. Um escritor alcoólatra, misantrópico que vive de emprego em emprego e de mulher em mulher. Na tentativa de ser publicado.

Wilbour é um milionário que 'cuida' de mulheres de bares que não tem onde dormir.

Laura umas das garotas de Wilbour, com quem Chinaski se relaciona.

Jan alcoólatra, mãe de duas filhas, é o principal relacionamento de Chinaski, o troca por um rico corretor de imóveis.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Referências