Faculdade de Tecnologia de Jundiaí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
FATEC/JD
Faculdade de Tecnologia de Jundiaí
Fundação 1 de janeiro de 2002 (12 anos)
Tipo de instituição Faculdade pública estadual
Total de estudantes 1,2 mil
Diretor(a) Profª. Drª. Viviane Rezi Dobarro
Estado  São Paulo
Página oficial http://www.fatecjd.edu.br
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil
FATEC Jundiaí.

Faculdade de Tecnologia Deputado Ary Fossen, ou apenas Fatec Jundiaí é uma faculdade pública pertencente ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS), autarquia do Governo do Estado de São Paulo vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia [1] . É uma das quatro instituições estaduais de educação superior mantidas pelo governo do estado de São Paulo no Brasil, junto com a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Estadual Paulista (Unesp).Desde 2002 com campus na cidade de Jundiaí já possui 10 anos de existência. Conta hoje com mais de 1200 alunos e trata-se da única faculdade pública da região de Jundiaí, contribuindo para a criação de mão-de-obra qualificada no setor de informática, logística, gestão ambiental e eventos. Oferece cinco cursos superiores: Análise e Desenvolvimento de Sistemas (tarde), Gestão de Eventos(manhã), Gestão Ambiental (tarde), Gestão de Tecnologia de Informação (noite) e Logística (manhã e noite). Situa-se nas instalações da antiga Cia Paulista de Estradas de Ferro, algo que junto com o clima da região faz lembrar as universidades inglesas.

Vestibular[editar | editar código-fonte]

Como nas demais instituições públicas brasileiras, o ensino da FATEC é gratuito. O ingresso se dá por meio de concurso público (vestibular), aberto a qualquer pessoa que tenha concluído ou esteja em vias de concluir o Ensino Médio [2] . O próprio Centro Paula Souza é encarregado semestralmente da realização do vestibular que, diferentemente da maioria das instituições públicas de ensino superior, é composto por apenas uma fase, abrangendo diversas questões de múltipla escolha e uma redação.
A prova aplicada é constituída por:
• uma redação;
• uma prova com 54 (cinquenta e quatro) questões, cada uma com 5 (cinco) alternativas (A, B, C, D e E), sendo:

o Cinco (5) questões relativas a cada uma das 8 (oito) disciplinas que compõem o núcleo comum do

ensino médio (Matemática, Português, Física, Química, Biologia, História, Geografia e Inglês), num total de 40 (quarenta) questões;

o Cinco (5) questões com a finalidade de verificar a capacidade de raciocínio lógico do candidato;
o Nove (9) questões que proporão a articulação de conhecimentos das disciplinas de Ensino Médio,

para a solução de situações-problema.
Oito (8) conjuntos de questões terão peso 1 (um) e 2 (dois) conjuntos terão peso 2 (dois), conforme determinado no Anexo II da Portaria CEETEPS 292/2012, em função do eixo tecnológico do curso escolhido. [3]

Segundo dados dos vestibulares de 2012 [4] , 1.826 candidatos concorreram a 480 vagas postas em disputa. As maiores concorrências registradas foram as dos cursos de Tecnologia em Logística (Noite) com 7,48 candidatos por vaga, seguido pelo curso de Gestão de Tecnologia da Informação (Noite), com 7,35 candidatos por vaga.


Estrutura e Corpo Docente[editar | editar código-fonte]

A Faculdade de Tecnologia de Jundiaí é uma das 51 unidades que estão distribuídas [5] , com presença em 46 cidades paulistas. Contrastando com outras instituições de ensino estaduais e federais, as FATECs não possuem reitoria, sendo que cada unidade é coordenada por um diretor, subordinado ao superintendente do CEETEPS e vinculado à reitoria da UNESP.

É requisito obrigatório, para o ingresso como docente na FATEC, ser portador do título de mestre ou doutor em programa reconhecido ou recomendado na forma da lei [6] . No entanto, o salário dos professores da FATEC não está entre os melhores da rede pública de ensino.

Graduação[editar | editar código-fonte]

A FATEC/Jundiaí oferece atualmente 5 cursos de graduação, nas áreas mais requisitadas pela indústria da região [7] .

A carga horária média dos cursos ministrados na FATEC é de 2.700 horas, com três anos de duração. Levando-se em conta que a última resolução do Ministério da Educação (MEC) prevê a carga horária mínima de 2.400 horas para diversos cursos de bacharelado [8] , pode-se concluir que em comparação aos cursos superiores tradicionais, as graduações oferecidas na FATEC formam profissionais com carga horária equivalente e até superior à de diversos bacharelados. Isso é possível devido ao grande número de horas que os alunos permanecem diariamente na faculdade, ultrapassando as 5 horas em alguns campi. A FATEC/Jundiaí, para os cursos noturnos, considera o sábado como dia letivo.

Ambiente e Saúde[editar | editar código-fonte]

  • Gestão Ambiental

Gestão e Negócios[editar | editar código-fonte]

  • Logística

Hospitalidade e Lazer[editar | editar código-fonte]

  • Eventos

Informação e Comunicação[editar | editar código-fonte]

  • Análise e Desenvolvimento de Sistemas
  • Gestão da Tecnologia da Informação

Os Cursos[editar | editar código-fonte]

Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas[editar | editar código-fonte]

O Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas desenvolve, analisa, projeta e implementa sistemas de informação para diversos setores de atividade. tem noções de gerenciamento, mas sua especialidade é a criação de sistemas informatizados. ele programa computadores e desenvolve softwares que permitem o melhor aproveitamento das máquinas, a ampliação da capacidade de armazenamento de dados e maior velocidade no processamento das informações. outra tarefa importante executada por esse profissional é a atualização constante dos sistemas, uma vez que mesmo os produtos existentes necessitam de programação e análise. Pode dedicar-se à implantação e ao desenvolvimento de banco de dados para sistemas de computação e para a internet e intranet, elaborando estruturas de programas compatíveis com as necessidades de uma empresa. Para isso, ele deve conhecer a estrutura física dos equipamentos e periféricos, softwares, bancos de dados, bem como os negócios da companhia em que vai trabalhar. tem de manter-se atualizado também sobre as linguagens de programação e os ambientes operacionais que servem de suporte aos aplicativos. Pode atuar, ainda, como consultor na área de sistemas de informação.

Duração: 3 anos
Período: turmas vespertino (40 vagas semestrais)

Tecnologia em Eventos[editar | editar código-fonte]

O Tecnólogo em Eventos atua em instituições de eventos, de turismo e em meios de hospedagem, prestando serviços especializados no planejamento, organização e execução de eventos de negócios, sociais, esportivos, culturais, científicos, artísticos, de lazer e outros. Deve ter o domínio dos códigos funcionais e dos processos de interação dinâmica de todos os agentes integrados ao turismo e os variados aspectos culturais, econômicos e sociais da região em que atua, com consciência crítica acerca das orientações éticas, ambientais e legais.

Duração: 3 anos
Período: turma matutino (40 vagas semestrais)

Tecnologia em Gestão Ambiental[editar | editar código-fonte]

O Tecnólogo em Gestão Ambiental utiliza técnicas e conhecimentos para garantir o uso racional dos recursos naturais e a preservação da biodiversidade . Ele planeja, desenvolve e executa projetos que visam à preservação do meio ambiente, como programas de reciclagem e de educação ambiental. Ele analisa a poluição industrial do solo, da água e do ar e a exploração de recursos naturais e, com base nos dados coletados, elabora estratégias para minimizar o impacto causado pelas atividades humanas. Trabalha no setor público ou privado e nas áreas urbanas, rurais ou industriais. É habilitado para atuar no planejamento ambiental, na exploração de recursos naturais de maneira sustentável e na recuperação e manejo de áreas degradadas.

Duração: 3 anos
Período: turmas vespertino (40 vagas semestrais)

Tecnologia em Gestão da Tecnologia da Informação[editar | editar código-fonte]

O Tecnólogo de Gestão da Tecnologia da Informação é o profissional responsável pela implementação e pelo gerenciamento dos sistemas informatizados nas empresas. Ele avalia os sistemas de informação, segurança e bancos de dados, implementa sistemas de automação no gerenciamento da informação e determina estratégias de utilização da informática para garantir o melhor desempenho de cada um dos setores da companhia. Também são de sua responsabilidade o diagnóstico de disfunções do sistema, a solução dos problemas de rede e a escolha dos projetos de informática que devem ser adotados na empresa. Para isso, ele deve estar sempre em dia com as novas tecnologias de informação e com os novos softwares do mercado.

Duração: 3 anos
Período: turma matutino (40 vagas semestrais)

Tecnologia em Logística[editar | editar código-fonte]

O Tecnólogo em Logística é aquele que visa aprimorar o desempenho organizacional das empresas, avalia, projeta e implementa sistemas de transporte, armazenamento, compras, distribuição e entrega de produtos, de forma econômica, rápida e segura. Com seus conhecimentos, gerencia as pessoas para que o processo funcione da melhor maneira ao longo da cadeia de suprimentos. Ele pode atuar nos setores de controladoria, coordenação, expedição e almoxarifado e nos diversos segmentos da logística. Gerencia as redes de distribuição e unidades, faz os processos de compra, identifica fornecedores, negocia e estabelece as formas de entrega e ainda determina o meio de transporte a ser utilizado (ferroviário, rodoviário, aeroviário e aquaviário). Também realiza o cálculo do frete e define a embalagem que será usada para preservar o produto. Faz o acompanhamento de pedidos, por meio de sistemas informatizados, e determina a necessidade de reposição do estoque.

Duração: 3 anos
Período: turmas matutino e noturno (40 vagas semestrais)

Pontos de Excelência[editar | editar código-fonte]

As FATECs, em geral, são reconhecidas por formar profissionais de notória qualidade na área de tecnologia da informação, tecnologia em logística e transportes [9] e tecnologia em mecânica de precisão (mecatrônica). O índice de empregabilidade dos ex-alunos das FATECs é alto para os padrões nacionais. De acordo com o levantamento mais recente realizado pelo Sistema de Avaliação Institucional (SAI) do Centro Paula Souza, 93% dos tecnólogos formados pelas Fatecs estão empregados um ano após a conclusão do curso [10] . Atualmente muitos estudantes da FATEC concorrem em grau de igualdade com os alunos das melhores faculdades do país, como a Escola Politécnica (Poli-USP), a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC-USP), a Unicamp e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) [11] .

Graduation hat.svg   Este artigo é um esboço sobre uma Faculdade. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Setembro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.