Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
FATEC
Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo
FATEC-logo1.jpg
Fundação 10 de abril de 1969 (45 anos)
Tipo de instituição Faculdade Pública Estadual
Orçamento anual R$ 1.327.473.055[1]
Estado  São Paulo
Página oficial http://www.centropaulasouza.sp.gov.br/
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil
Fatec São Paulo (Bom Retiro)

As Faculdades de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATECs) são instituições públicas de ensino superior pertencentes ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS), autarquia do Governo do Estado de São Paulo vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia [2] . É uma das seis instituições estaduais de educação superior mantidas pelo governo do estado de São Paulo no Brasil, junto com a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (Famerp) e Faculdade de Medicina de Marília (Famema).

Fatec Americana


As FATECs são importantes instituições brasileiras de ensino superior, sendo pioneiras na graduação de tecnólogos. Elas estão localizadas em diversas cidades paulistas, com cinco campi na capital e várias outras unidades na Grande São Paulo, interior e litoral.

As 56 Faculdades de Tecnologia, sediadas em 51 municípios paulistas, oferecem cursos superiores de graduação em praticamente todas as áreas do conhecimento, devidamente reconhecidos, estruturados e desenvolvidos para atender aos segmentos atuais e aos emergentes da atividade industrial e do setor de serviços, tendo em vista a constante evolução tecnológica. Estão atualmente matriculados nas FATECs mais de 28 mil alunos [3] . Para a formação deste contingente, é investido anualmente mais de 1 bilhão de reais [4] .

Histórico[editar | editar código-fonte]

O marco inicial da trajetória das FATECs foi a fundação, em 1969, do Centro Estadual de Educação Tecnológica de São Paulo pelo então Governador do estado Abreu Sodré, que tinha por objetivo a formação de técnicos de nível superior para atender a crescente demanda de profissionais de nível universitário. O CEETEPS foi instalado na praça Coronel Fernando Prestes, no centro da capital paulista, utilizando o antigo campus da Escola Politécnica da USP.

Os cursos ministrados pela FATEC São Paulo (ou FATEC-SP) são os mais antigos, tendo sido ministrados ininterruptamente desde 1970. Naquele ano, foi fundada na cidade de Sorocaba a Faculdade de Tecnologia de Sorocaba, também com os mesmos objetivos. No mesmo ano, foram criados os Cursos Superiores de Tecnologia em Construção Civil, nas modalidades: Edifícios, Obras Hidráulicas e Movimento de Terra e Pavimentação, bem como os Cursos Superiores de Tecnologia em Mecânica, nas modalidades: Ofícinas e Desenhista/Projetista. Em 1973, por meio de decreto estadual, o Centro passou a ser denominado Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza e seus cursos passaram a constituir a Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Dessa forma, o CEETEPS se tornou o mantedor de duas FATECs, uma na cidade de São Paulo e a outra em Sorocaba. Em 1974, foi criado o Curso Superior de Tecnologia em Processamento de Dados, até hoje referência dentre os cursos de tecnologia na área de Informática.

Em 1976, o governo estadual reuniu todos os seus estabelecimentos isolados de ensino superior por meio de lei para constituir a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Como o CEETEPS não era uma instituição de ensino e sim o mantenedor de duas unidades universitárias, a lei que criou a UNESP estabeleceu que o CEETEPS integraria o conjunto universitário da nova universidade na condição de autarquia de regime especial, vinculado e associado a ela.


Estrutura e Corpo Docente[editar | editar código-fonte]

Fatec São Paulo (Zona Leste)

As Faculdades de Tecnologia do Estado de São Paulo estão distribuídas em 57 unidades [5] , com presença em 52 cidades paulistas. Contrastando com outras instituições de ensino estaduais e federais, as FATECs não possuem reitoria, sendo que cada unidade é coordenada por um diretor, subordinado ao superintendente do CEETEPS e vinculado à reitoria da UNESP.

É requisito obrigatório, para o ingresso como docente na FATEC, ser portador do título de mestre ou doutor em programa reconhecido ou recomendado na forma da lei [6] . O salário dos professores da FATEC é compatível com o recebido por outros docentes da rede pública de ensino, com rendimentos de R$ 4.932,00 para Professor Assistente, R$ 5.523,84 para Professor Associado e R$ 6.954,12 para Professor Pleno. O salário dos docentes em fim de carreira pode chegar a R$ 7.743,24 [7] .

Campus[editar | editar código-fonte]

Os campi das Fatecs estão distribuídos em 51 municípios paulistas, como o total de 56 Fatecs no Estado de São Paulo. Abaixo a lista das Fatecs existentes e das Fatecs anunciadas pelo governador a serem construídas.


Graduação[editar | editar código-fonte]

As FATECs oferecem atualmente 65 cursos de graduação, em todas as áreas do conhecimento[8] .

Abaixo a lista cursos oferecidos nas FATECs; são 10 divididos em 10 eixos tecnológicos.

Processo Seletivo (Vestibular)[editar | editar código-fonte]

Para ingressar numa Fatec, o candidato deve passar por um vestibular, processo seletivo aplicado para quem pretende estudar em Faculdade de Tecnologia. As Fatecs possuem o "Sistema de Pontuação Acrescida", no qual os candidatos que se declararem afro–descendentes recebem 3% de bônus sobre a nota, e aqueles que cursaram o ensino médio integralmente em escola pública ganham 10%, percentuais que são cumulativos. O Exame referente ao Processo Seletivo Vestibular, é constituído de duas partes, comuns a todos os cursos: uma redação e uma prova com 54 (cinquenta e quatro) questões, cada uma com 5 (cinco) alternativas (A, B, C, D e E), Oito conjuntos de questões terão peso 1 (um) e 2 (dois) conjuntos terão peso 2 (dois), conforme determinado no Anexo II da Portaria CEETEPS 215/2013, em função do eixo tecnológico do curso escolhido.


Pontos de Excelência[editar | editar código-fonte]

As FATECs são reconhecidas por formar profissionais de notória qualidade na área de tecnologia da informação, tecnologia em logística [9] e tecnologia em mecânica de precisão (mecatrônica). O índice de empregabilidade dos ex-alunos das FATECs é alto para os padrões nacionais. De acordo com o levantamento mais recente realizado pelo Sistema de Avaliação Institucional (SAI) do Centro Paula Souza, 93% dos tecnólogos formados pelas Fatecs estão empregados um ano após a conclusão do curso [10] . Atualmente muitos estudantes da FATEC concorrem em grau de igualdade com os alunos das melhores faculdades do país, como a Escola Politécnica (Poli-USP), a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC-USP), a Unicamp e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) [11] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]